16 de jun de 2008

PARA QUÊ E PORQUÊ DIVIDIR A BOLÍVIA?

Dividir para melhor governar! Esse é o lema da nova ordem mundial. O primeiro passo consiste em criar um inimigo imaginário para o socialismo. Nesse caso os EUA investem no separatismo para dividir o país com tendências socialistas:

Eva Golinger: "Agências ianques investem US$ 125 milhões nos separatistas bolivianos"

A Bolívia, tanto como a Venezuela, é vítima da subversão imperial dentro da sociedade civil. As agências norte-americanas Fundo Nacional pela Democracia (NED pela sigla em inglês) e a Agência dos EUA para o Desenvolvimento Internacional (USAID) investem mais de 125 milhões de dólares na penetração e infiltração em diferentes setores bolivianos, incluindo o governo, anualmente", denuncia a advogada venezuelano-americana, Eva Golinger. Ela é autora do livro O Código Chávez que, baseado em documentos da Agência Central de Inteligência dos EUA, CIA, e do Departamento de Estado, mostrou a ativa participação do governo Bush no fracassado golpe de Estado do 11 de abril de 2002 contra o presidente Hugo Chávez.

http://www.horadopovo.com.br/2005/maio/13-05-05/pag8a.htm


Depois de algum tempo o plano começa a ter efeito. A Bolívia foi separada com sucesso:

10/05/2008 - 01h01
População de Santa Cruz aprova autonomia da Bolívia com 85% dos votos

da Efe, em La Paz
da Folha Online

O estatuto sobre a autonomia da região boliviana de Santa Cruz, que se opõem ao governo de Evo Morales, recebeu um apoio superior a 85% no referendo de domingo passado, informou hoje a CDE (Corte Departamental Eleitoral) após finalizar a apuração.

Segundo relatório final da CDE publicado em seu site, o "sim" recebeu 477.872 votos (85,6%), enquanto o "não" obteve 80.380 votos, equivalentes a 14,4%.

A abstenção nessa consulta, na qual estavam habilitados para votar mais de 930 mil cidadãos de Santa Cruz, foi de 37,91% frente a uma participação que chegou a 62,09%.
http://www.folha.com.br/

O separatismo provoca mais injustiça é má distribuição de renda. Para resolver esse problema Baha’u’llah propõe ajustes econômicos usando um imposto global semelhante a taxa tobim que deverá ser aprovado pelo Anticristo em breve. Ao criar um inimigo americano separatista para o socialismo abriu-se a porta esperada por Baha’u’llah para implantar o cooperativismo através do uso de feitiçaria.

Porque Deus tem posto em seus corações, que cumpram o seu intento, e tenham uma mesma idéia, e que dêem à besta o seu reino, até que se cumpram as palavras de Deus. (Apocalipse 17 : 17)
O próprio Baha’u’llah afirma na décima-quinta Boa-Nova da epístola de BISHÁRÁT sobre a união entre o comunismo e o capitalismo o seguinte:

“Embora uma forma republicana de governo seja de proveito para todos os povos do mundo, a majestade da realeza é, no entanto, um dos sinais de Deus. Não desejamos que disso os países do mundo fiquem privados. Se os homens e sagacidade combinarem as duas formas em uma só, grande será sua recompensa na presença de Deus.”


Dessa forma será implantado em escala mundial o sistema “cooperativista”, ou seja, um sistema totalitário disfarçado em nome do bem comum.
Obs.: A Epístola de Bishárát também foi alterada para ser usada na fusão entre a cabala e a maçonaria que darão inicio a “economia divina” descrita em Ap.13:17.