6 de jun de 2008

Lula vai a evento de gays e veste boné da causa


Resumo da notícia:
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta quinta-feira (5) na abertura da Conferência Nacional de Gays, Lésbicas, Travestis e Transexuais que era "muito grato" por poder participar do evento, realizado no Palácio do Planalto. Lula vestiu o boné e segurou a bandeira do movimento gay e disse que sentiu o mesmo preconceito que sofreu quando usou o boné do Movimento dos Sem-Terra (MST).

O movimento gay pode até pensar que o atual presidente brasileiro está se importando com essa causa imoral, mas na verdade existem duas manobras políticas e uma espiritual acontecendo que são:

1) A liberação de recursos financeiros.

A fé Baha’i, que possui caráter consultivo no ECOSOC ( Conselho Social e econômico da ONU), emitiu o seguinte parecer sobre a liberação de recursos para Agenda 21:

“Tais recursos somente serão liberados na medida em que os povos do mundo desenvolvam um profundo senso de responsabilidade pelo destino do planeta e pelo bem-estar da inteira família humana. Este senso de responsabilidade somente poderá emergir da aceitação da unidade da humanidade, e somente será sustentado por uma visão unificadora de uma sociedade mundial pacífica e próspera...”
http://www.bic-un.bahai.org/add/93-0614port.htm


Entende-se por "família unidade" o fim de qualquer tipo de discriminação e isso mesmo que ofendenda os princípios cristãos. Em outras palavras o dinheiro só será repassado se o governo der total apoio ao movimento gay, ou a diversidade homossexual. Por esse motivo "lula" fala praticamente como um seguidor de Baha'u'llah (e na verdade é) nessa entrevista.


2) A diversidade gay também vale pontos para o conselho de segurança da ONU.


Baha’u’llah deixou ordens bem claras sobre a criação do conselho de segurança. Foi para esse fim que Abdu’l’Bahá ( o seu filho) partiu para Paris em 1911 e realizou centenas de palestras para os investidores da nova ordem mundial:

“Um Supremo Tribunal será estabelecido pelos povos e governos de todas as nações, composto de membros eleitos de cada país e governo. Os componentes desse Grande Conselho reunir-se-ão em unidade. Todas as disputas de caráter internacional serão submetidas a essa Corte, cuja tarefa será conciliar por arbitragem tudo quanto, de algum modo, possa ser a causa de guerra." Palestra de Abdu’l’Bahá na AVENUE DE CAMOËNS, 4 – 1911.

O tribunal (ou o conselho de segurança) foi definitivamente criado após a II guerra mundial com a criação da ONU.



3) A armadilha espiritual para os cristãos


Promover a unicidade, o diálogo inter-religioso, a diversidade gay e outros supostos benefícios que a ONU fará com que os líderes religiosos (especialmente evangélicos) façam parte da grande assembléia espíritual mundial (o parlamento das religiões) e isso por amor ao governo da besta. O objetivo final é fazer com que esses líderes e outras pessoas fiquem aqui após a retirada de Baha’u’llah do abismo, dessa forma o governo mundial poderá dar inicio ao processo de perseguição e decapitação dos cristãos deixados para trás como descrito no livro de Apocalipse capítulo 13.