18 de mai de 2008

FEDERAIS TREINAM CLÉRIGOS PARA DOMINAR DISSIDENTES


Com a proximidade do Big One em Los Angeles os EUA se prepara para "testar" a lei marcial.
Uma chocante reportagem da KSLA12 News confirma a história que descobrimos ano passado,
Pastores citando Romanos 13 como razão para o povo obedecer ao governo, abandonar as armas e serem levadas para campos durante um estado de emergência.

Paul Joseph WatsonPrison PlanetQuinta, 16 de Agosto de 2007

Uma chocante reportagem da KSLA12 News confirmou a história que descobrimos primeiro no ano passado, que Equipes de Resposta de Clérigos estão sendo treinadas pelo governo federal para "dominar dissidentes" e pacificar os cidadãos para obedecer ao governo, no caso de uma declaração de lei marcial.
Em maio de 2006, denunciamos a existência de um programa nacional da FEMA, que está treinando Pastores e outros representantes religiosos para se tornarem colaboradores da polícia secreta ensinando suas congregações a "obedecer ao governo", preparando-os para a aplicação da lei marcial, tomada de suas propriedades e armas, programas de vacinação em massa e realocações forçadas.
Uma fonte que foi secretamente inscrita no programa disse-nos que os federais recrutavam clandestinamente líderes religiosos para ajudar a implementar as diretivas de “ Segurança Caseira ” em antecipação a um potencial ataque biológico terrorista, qualquer desastre natural ou de uma declaração de emergência nacional.
A primeira diretiva foi para Pastores pregarem as suas congregações Romanos 13, passagem usualmente tomada fora do contexto bíblico, que foi usada por Hitler para persuadir os Cristãos a apoiá-lo, ensinando-os a "obedecer ao governo", quando é declarada lei marcial.
Foi relatado aos pastores que as quarentenas, a lei marcial e a realocação forçada seriam um problema para as autoridades estatais executarem devido a "mentalidade de cowboy " dos cidadãos americanos na defesa de suas propriedades e direitos contidos na segunda emenda da constituição, bem como dos fazendeiros na defesa de suas colheitas e animais de serem apreendidos.
Foi ressaltado para os Pastores a necessidade de pregar a subserviência as autoridades antes do tempo preparando-os para as medidas deixando claro para a congregação que "é para seu próprio bem."
Foi dito aos Pastores que eles teriam apoio das forças da lei no controle de indivíduos que se recusassem a cooperar e que eles poderiam até mesmo levar equipes da SWAT na tentativa de dominar a resistência.
Embora alguns tenham duvidado da veracidade da reportagem na época,devido fundamentalmente as suas perturbadoras implicações, a história foi agora confirmada por uma reportagem da KSLA12 News do qual participaram clérigos e oficiais admitindo a existência do programa.
O relatório descreve o cenário da lei marcial como retratado no filme The Siege e afirma que dominar os dissidentes seria crítico. Dr. Durell Tuberville serve como capelão para o Corpo de Bombeiros de Shreveport e as Caddo Sheriff's Office.Bombeiros.Tuberville diz sobre a missão do time de clérigos :, "a principal coisa a dizer para qualquer um é, ' vamos colaborar para resolver logo isso e depois nós resolvemos nossas diferenças tão logo a crise passar.'

Cada Equipe de Resposta de Clérigos teria de lidar durante a aplicação de uma rígida lei marcial entre as exigências do governo de um lado,contra a vontade dos cidadãos do outro lado.Em muitos dos casos, estes clérigos já seriam conhecidos nos bairros em que eles estão ajudando a difundir essa situação", garantiu Sandy Davis.Ele serve como o diretor do Escritório de Caddo-Bossier de Segurança Interna e Preparação para situações de emergência.
Para a Equipe de Clérigos, uma das maiores ferramentas que eles terão para ajudar a acalmar a opinião pública ou para obedecer à lei é a própria bíblia, especificamente Romanos 13. O Dr. Tuberville elaborou, "porque os governantes são estabelecidos pelo Senhor, vocês sabem. E, é o que nós acreditamos na fé cristã. Está declarado na escritura."
Então é o que temos- “Segurança Caseira” trabalhando com o departamento de polícia local e líderes religiosos preparando-se para a declaração da lei marcial,e em particular, desenvolvendo técnicas que irão empregar durante a crise para dominar os dissidentes.
Líderes cristãos estão fazendo lavagem cerebral em suas congregações para aceitar a premissa de que o estado policial totalitário é “do Senhor”, e que eles devem dobrar os joelhos e lamber suas botas enquanto os locais destinados aos cidadãos são transformados em zonas de quarentena e campos de detenção pela Guarda Nacional e tropas americanas que retornarem do Iraque.
O precedente para o confisco em massa das armas e decretação de lei marcial em caso de uma emergência real ou “fabricada” foi aberto durante o furacão Katrina, quando patrulhas policiais ou da Guarda Nacional forçaram proprietários de armas - mesmo em áreas não afetadas pelo furacão - a entregar as suas armas de fogo adquiridas legalmente em lojas autorizadas.
Este é um claro precursor para a iminente declaração do estado de emergência, um cenário que o Presidente Bush codificou em sua recente Resolução Presidencial Diretiva de 9 de maio, que determina que em caso de um “evento catastrófico” o Presidente pode assumir o controle total sobre o governo e o país, ultrapassando todos os outros níveis de governo no estado, níveis federais, locais, territoriais e tribais, assegurando assim poderes ditatoriais totais e sem precedentes.
O âmbito de aplicação do programa é tão secreto que até mesmo ao membro da Comissão de Segurança Caseira e congressista Peter DeFazio, foi negado o acesso a parte dos documentos classificados.