31/08/2008

O Falso Profeta – parte II

No artigo K-36 do seu kitáb-i-aqdas, Baha’u’llah criou uma hierarquia espiritual que deve ser respeitada. Somente aqueles que atingem total amor e fidelidade (na verdade são duas pessoas) estarão acima de tudo e de todos em sua nova ordem mundial:
K- 36. Quem atinge o Meu amor tem direito a um trono de ouro para sentar-se com honra acima do mundo inteiro. Quem disso se priva, ainda que se sente sobre o pó, este mesmo pó buscará refúgio em Deus, o Senhor de todas as Religiões.
A politica divina de Baha’u’llah está divida em três etapas principais que são:
1) O poder executivo e legislativo atuando nos bastidores da nova ordem.
2) O poder falso profeta para seduzir a humanidade comovendo as massas.
3) O apoio da mídia globalista na cobertura das notícias.

1) O poder Executivo e Legislativo:


As pessoas mais próximas do amor de Baha’u’llah é a besta de dois chifres (AP 13:11), ou seja, os dois líderes espirituais com grande conhecimento de práticas ocultistas.

Esses dois homens além de serem feiticeiros (que se dizem cristãos) também são aguardados para assumir o controle da Casa Universal de Justiça e a Guardiana localizadas no monte carmelo (foto) que são o poder executivo e legislativo na Nova Ordem Mundial de Baha’u’llah.

Através dos seus conhecimentos em Alquimia, maçonaria e cabala eles serão os responsáveis pelos sinais da revelação de Baha’u’llah...
E faz grandes sinais, de maneira que até fogo faz descer do céu à terra, à vista dos homens. (Apocalipse 13 : 13)

...e a implantação da sua economia divina:
Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome. (Apocalipse 13 : 17)

Obs.: Eles exercem mais poder que o Anticristo e seus nove mestres eleitos (a besta de 10 chifres).

2) O poder do falso profeta:

Como o Papa aguarda uma aparição da Rainha dos céus ele não aceitara o primeiro sinal da revelação de Baha’u’llah (que será feito pela besta de 2 chifres) como verdadeiro. Em sua epistola Lawh-I-Aqdas (a epístola enviada ao Papa) Baha’u’llah mostra um certo descontentamento devido a descrença em seus futuros sinais:
“...Lêem o Evangelho e ainda recusam reconhecer o Senhor Todo-Glorioso, não obstante haver Ele vindo através da potência de Seu domínio excelso, poderoso e benévolo...”

Essa epístola foi complementada em outro livro chamado “ O senhor das Hostes”. Baha’u’llah (o Jovem que Se estabeleceu, no âmago do Paraíso ) convoca a Donzela dos céus, ou a Rainha dos céus, para o auxiliar em seu trono nas regiões celestiais do mal:

“22 Ó Donzela dos significados interiores! Sai do aposento da expressão com a permissão de Deus, o Senhor dos céus e da terra. Revela, então, teu próprio ser, adornado com o ornamento do Reino celeste e oferece, com teus dedos cor de rubi, o vinho do Domínio celestial, para que, talvez, os habitantes deste mundo possam perceber a luz( ...) para exaltar e magnificar este Jovem que Se estabeleceu, no âmago do Paraíso...”

Através desse sinal, a nona aparição Mariana, Baha’u’llah ordena em sua epístola Lawh-i-aqdas que o Papa faça o discurso para toda a humanidade:

“...Anuncia tu aos sacerdotes: Eis! Veio Quem é o Governante! Que saias detrás do véu em nome do teu Senhor, Aquele que faz prostrar todos os homens. Proclama, então, à toda humanidade as boas novas desta grande, desta gloriosa Revelação. Aquele que é o Espírito da Verdade, veio, deveras, a fim de vos guiar à toda verdade...”
Compete ao Papa nesse discurso seduzir a humanidade (AP 19:20) para aceitar o sinal “divino” que é a estrela de nove pontas usada pela rainha dos seus e por Baha’u’llah.

Para que o papa fique mais motivado Baha’u’llah lhe dará poderes no mosteiro das carmelitas (localizado em Haifa-Israel)...


.... no parlamento das religiões localizado em Chicago (além do vaticano) :


2) A importância da mídia globalista:

Na epístola de TARÁZÁT (Adornos) sexto taráz Baha’u’llah dá conselhos para os futuros jornalistas e redatores sobre como noticiar o evento:

“As páginas de jornais rapidamente aparecendo são, em verdade, o espelho do mundo. Refletem os feitos e as ocupações dos diversos povos e raças - refletem e também os tornam conhecidos. São um espelho dotado de audição, visão e expressão oral. É este um fenômeno extraordinário, potente. Cumpre a seus redatores, porém, se purificarem da influência dos maus desejos e paixões e se adornarem com as vestes da justiça e eqüidade. Devem investigar as situações, tanto quanto lhes seja possível, certificando-se dos fatos, e então registrá-los por escrito. “


A humanidade já está sendo condicionada com o tipo de jornalismo que Baha’u’llah deseja! Os repórteres de hoje em dia tratam os telespectadores crianças. O apresentador Willian Bonner do JN chega a chamar seu telespectador de Hommer Sinpson :

“Para William Bonner, apresentador e editor-chefe do "JN", o telespectador médio do telejornal é como o Homer Simpson, pai folgado e bonachão da família de "Os Simpsons". Ou seja, tem dificuldade de entender reportagens sobre temas mais complexos, como o jogo de interesses da política em Brasília e os números áridos da economia e finanças.”
(Folha de São Paulo)
Quando a mídia globalista trata o telespectador dessa forma ela conseguirá que alguns telespectadores aceitem essa futura noticia como verdadeira.