12 de ago de 2008

Líderes evangélicos Reúnem-se num encontro ‘Histórico’ com o Líder da ONU

Resumo: Os Lideres evangélicos “chaves” já foram preparados para participarem das 8 metas do milênio. Mas será que eles sabem que a meta número 9 é a revelação de Baha’u’llah e a implantação da sua economia divina como descrito em Apocalipse 13:17 para "acabar" com a pobreza e restaurar a falsa paz?

"A Maior Paz, por outro lado, assim como Bahá’u’lláh a concebeu (...)não pode se apoiar, nem por outro meio ser preservada, senão pelos preceitos divinamente designados, implícitos na Ordem Mundial que se associa com Seu Santo Nome." (Do livro Chamado às Nações -O guardião da fé Shoghi Effendi,).

Noticia:

Líderes-chave Cristãos juntaram-se em Arlington, Virginia, na quinta-feira, 11 de Outubro, para um encontro histórico que contou com a participação do Secretário-geral das Nações Unidas (ONU) Ban Ki-moon.

O Dr. Geoff Tunnicliffe, Director Internacional da Aliança Evangélica Mundial (WEA), esteva entre os anfitriões dos líderes evangélicos que participaram no Fórum Global de Líderes (Global Leaders Forum) com o Sr. Ban.
O evento foi organizado pelo Desafio Miqueias EUA (Micah Challenge USA) e pela Associação Nacional de Evangélicos (National Association of Evangelicals - NAE) para educar e informar líderes evangélicos sobre os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio (MDGs), e enfatizar a importância dos MDGs e o seu potencial para provocar um impacto duradouro na pobreza.

É também a primeira vez que o Secretário-geral da ONU se encontra com líderes de igrejas para tratar dos MDGs desde que eles foram acordados pelos líderes dos países em 2000.

“Hoje foi um momento histórico para os líderes evangélicos nos EUA, no qual eles se juntaram num diálogo muito importante com o Secretário-geral das Nações Unidas,” disse o Dr. Tunnicliffe. “Eu espero que este evento possa ajudar a aprofundar a resposta às injustiças da pobreza extrema por parte do crescente movimento de Cristãos Evangélicos em todo o mundo. Para além disso espero que o Secretário-geral da ONU tenha ficado mais ciente do nosso empenhamento comum com a ONU para fazer com que a pobreza extrema seja reduzida para metade até ao ano 2015.”

O Sr. Ban dirigiu-se a centenas de líderes Cristãos do Global Norte e Sul e elogiou as instituições evangélicas como a NAE e o Desafio Miqueias pelos seus esforços na ajuda do cumprimento dos MDGs.

“Nós precisamos da Associação Nacional de Evangélicos, do Desafio Miqueias e de outros na comunidade da fé para ajudar a ser uma voz para as pessoas que não a têm. O vosso empenho pode pressionar os governos a levarem a cabo os seus compromissos,” disse ele.

Ele também encorajou os líderes Cristãos a não subestimarem o seu poder de fazer diferença num momento crítico na história para aqueles que sofrem na pobreza.

“Por favor juntem-se a mim nesta grande causa,” disse ele. “Com fé e com vontade, podemos fazer diferença.”

O Rev. Joel Edwards, líder da Aliança Evangélica do Reino Unido e Co-presidente Internacional do Desafio Miqueias, recebeu com agrado as palavras do Secretário-geral na afirmação do Desafio Miqueias e do papel dos Cristãos na luta contra a pobreza.


“Ter na realidade o Secretário-geral da ONU a dizer que o Desafio Miqueias é considerado um parceiro importante e decisivo na campanha para reduzir a pobreza absoluta são realmente grandes notícias,” disse o Rev. Edwards.

“Os governos mundiais estão a compreender que não podem ignorar a igreja na batalha para erradicar a pobreza. O Desafio Miqueias está numa posição única para unir juntos alguns dos especialistas dentro do mundo Cristão e trabalhar positivamente com os governos para acabar com a pobreza extrema.”

O Presidente da Associação Nacional de Evangélicos (NAE), o Rev. Leith Anderson, também comentou, expressando os seus pensamentos sobre o significado deste evento para a WEA.

“A WEA têm uma enorme influência no que está a acontecer em todo o mundo servindo como voz para os evangélicos e é uma importante parte aqui com a NAE,” disse o Rev. Anderson. “É muito adequado que a WEA esteja ligada com o Secretário-geral da ONU e com vozes maravilhosas da comunidade evangélica em todo o mundo que estão a falar no Fórum Global de Líderes (Global Leaders Forum). E isto reflecte que estão a acontecer grandes coisas.”
Ele prosseguiu: “Principalmente, mais importante do que o que ele disse foi o seu reconhecimento dos evangélicos e da importância dos evangélicos actuarem bem no mundo hoje. Mais do que de coisas específicas, ele falou certamente sobre as necessidades do mundo e as dificuldades e as oportunidades que nós temos. Não é que ele tenha apresentado novas informações, mas ele esteve presente e ciente de quem nós somos e do que estamos a fazer. Isso é óptimo.”

O Desafio Miqueias é uma iniciativa da Aliança Evangélica Mundial, que representa 3 milhões de igrejas espalhadas por todo o mundo, e a Rede Miqueias é uma rede incorporada que reúne mais de 300 organizações Cristãs de auxílio e desenvolvimento. A Associação Nacional de Evangélicos (NAE) representa mais de 45,000 igrejas locais de 61 diferentes denominações e serve um grupo de milhões.

Depois do histórico jantar com o Sr. Ban, os líderes reuniram-se para o Fórum Global de Líderes na sexta-feira, 12 de Outubro, para discutir várias questões incluindo a pobreza, fome, VIH/SIDA, tráfico, bioética, direitos humanos, meio ambiente, tortura, e estabelecimento da paz.

Aliança Evangélica Mundial (WEA): A Aliança Evangélica Mundial é composta por 127 alianças evangélicas nacionais localizadas em 7 regiões, e por 104 organizações que são membros associados. A visão da Aliança Evangélica Mundial é estender o Reino de Deus fazendo discípulos de todas as nações e por meio de uma transformação Cristocêntrica dentro da sociedade. A Aliança Evangélica Mundial existe para promover a união Cristã, prover uma identidade, voz, e plataforma aos 420 milhões de Cristãos evangélicos em todo o mundo.

http://www.worldevangelicals.org/pt/view.htm?id=1470