7 de jun de 2008

Governo aposta na venda de celulares com TV digital


(*)“É evidente que as décadas de um futuro próximo verão a integração das tecnologias da informática, telefonia e televisão num único sistema unificado de comunicação e informação, cujos aparelhos estarão disponíveis em larga escala e a baixo custo”. Frase da comunidade Bahá’í inspirada nos ensinamentos de Baha’u’llah, ou seja, de certa forma dele mesmo.

Infelizmente o universo se move de acordo com as leis de Baha’u’lah e não tem como deter esse processo de globalização, pois ele está escrito no livro de Apocalipse capítulo 13.

A criação de tal aparelho terá como ápice a própria revelação do “deus” da ONU. Dessa forma o plano de 7 etapas de mudança do comportamento (os sete vales) poderá ser aplicado em todos os lugares possíveis e imagináveis e a sociedade poderá dar seus primeiros passos para a criação da economia divina (AP 13:17).

Na epístola de TARÁZÁT (Adornos) Baha’u’llah destaca o papel da mídia em noticiar os sinais da revelação quando for retirado do abismo:

“Neste Dia, os segredos da terra são desvendados diante dos olhos dos homens. As páginas de jornais rapidamente aparecendo são, em verdade, o espelho do mundo. Refletem os feitos e as ocupações dos diversos povos e raças - refletem e também os tornam conhecidos. São um espelho dotado de audição, visão e expressão oral.”

Notícia:

Com fracasso na venda de conversores ("set-top box"), governo aposta na venda de celulares com TV digital
Se a venda de conversores para TV digital ainda é uma dor de cabeça para governo e fabricantes, por outro lado, há uma forte aposta nos aparelhos celulares que captam o novo sinal.

"Há um ganho extraordinário na medida em que você começa a lidar com a base de 130 milhões de aparelhos móveis espalhados pelo Brasil inteiro. Não são apenas os 60 milhões de aparelhos televisores", diz o ministro das Comunicações, Hélio Costa, que possui um televisor móvel da Gradiente e um aparelho celular da Samsung.

"Se tiverem êxito na venda de aparelhos portáteis --não necessariamente celulares, claro--, as emissoras poderão criar um novo horário nobre, pegando quem está em deslocamento, especialmente nas horas de rush", afirma Gustavo Gindré, da ONG Intervozes. Essa experiência já é vivida em algumas cidades do Japão, com um pico de audiência também pela manhã.
Samsung e a Semp Toshiba anunciaram recentemente seus modelos de celulares com TV digital, com preço sugerido para conta pré-paga em R$ 1.499 e R$ 1.099, respectivamente. Os aparelhos recebem o sinal sem cobranças adicionais.

O Ibope possui um aparelho (DIB 6) para monitorar o conteúdo que é consumido em plataformas móveis, sem previsão para ser implementado.