30 de set de 2008

A Regulamentação dos Provedores de Serviços da Internet

CEO do Google: Nós precisamos de uma regulamentação governamental dos Provedores de Serviços de Internet

http://www.prisonplanet.com/google-ceo-we-need-govt-regulation-of-internet-service-providers.html

Jeff Poor Business & Media Institute Quinta-feira, 4 de setembro de 2008

O CEO do Google Eric Schmidt disse que uma regulamentação dos provedores de serviços de Internet (ISP`s)¹ pelo governo é necessária. Na verdade, ele disse que pensa que todo conceito da Internet como local de comércio conta com isso.
Schmidt falou para blogueiros conservadores na Convenção Nacional Republicana dia 3 de setembro, em St. Paul, Minn. Ele advertiu que, se um provedor de acesso à Internet fosse grande demais, ele poderia usar seu tamanho para criar uma " estrutura protegida no interior da Internet " e sugeriu que isto poderia restringir a concorrência – dando um tratamento preferencial para alguns conteúdos dentro da sua rede.

"Vamos imaginar o seguinte cenário - quem é o maior provedor Internet nos Estados Unidos, hoje, numericamente? Vamos pegar a Comcast - seja qual for o maior ", disse Schmidt. " E vamos imaginar que eles tivessem 80 por cento do mercado. Eles seriam capazes de começar a fazer extensões proprietárias de protocolos e eventualmente poderiam reter informações criando uma sub-estrutura protegida dentro da Internet. "

Ele refletiu sobre a Microsoft (Nasdaq: MSFT) como exemplo do que poderia acontecer. Os comentários de Schmidt sobre a Microsoft vem na esteira do lançamento pelo Google, do seu próprio navegador, o Chrome - feito para competir com as recém-lançadas versões do Microsoft Internet Explorer e do Mozilla Firefox.
"Agora vocês tem que decidir se acham isso uma boa consequência ", disse Schmidt. "A Internet foi baseada no princípio de que isso não poderia acontecer. Todos vocês sabem, isto talvez possa ser controverso neste grupo - Eu passei 25 anos… com a Microsoft, que tem naturalmente uma plataforma imensa de participação de mercado – o qual usou todos estes tipos de técnicas.” Podemos discutir se eles foram ou não corretos, mas quando vemos com que frequência isso ocorre eu penso que isto profetiza sua opinião sobre o assunto . "

Os opositores do ponto de vista de Schmidt argumentam que tal controle corporativo não ocorreu, e que por isso, o governo deve continuar fora desse assunto.No entanto, Schmidt argumentou que ainda é necessário e justificado para o governo intervir somente caso alguma empresa seja capaz de "chegar a este nível de controle" sobre a Internet.
“ Essa não é a questão - não há esse comportamento atualmente ", disse Schmidt. "A Comcast, por exemplo, não está executando o cenário que descrevi. Mas quando você se preocupa que alguma empresa - incluindo o Google evidentemente – possa conseguir um nível de controle sobre algo, ela pode fazer extensões proprietárias. Eles podem tornar impossível que exista competição.”
No mês passado, o comissário da FCC Robert McDowell advertiu que o envolvimento do governo com os ISP`s e suas redes de serviços poderiam ter um efeito arrepiante e até poderia significar a possibilidade da expansão da Fairness Doctrine² para a Internet.

¹ Internet Service Providers / Provedores de Acesso à Internet

² Um regulamento da Federal Communications Committee de 1949 que exigia que os programas de rádio apresentassem sempre a visão oposta em qualquer programa de opinião, felizmente abolida por Ronald Reagan.


Fonte : http://www.midiasemmascara.com.br/artigo.php?sid=5828&language=pt