12 de set de 2008

O Paraíso na Terra



É com esse título “O paraíso na terra” que a ONU , através dos ensinamentos de Baha’u’llah, está conseguindo fazer com que a maioria das igrejas se transformem em apóstatas. Abaixo temos alguns exemplos de religiões totalmente diferentes que possuem os mesmos princípios:

1) As testemunhas de Jeová acreditam que as metas do milênio serão resolvidas com a chegada do seu “cristo” que trará a paz para a terra:


“O Reino de Deus não é uma idéia vaga que existe no coração. É um governo celestial real que vai ter profunda influência sobre a Terra.”

- Reduzir pela metade a proporção das pessoas que vivem com menos de um dólar por dia e das que sofrem por causa da fome.
- Garantir que todas as crianças terminem o ensino fundamental. Eliminar a desigualdade entre os sexos em todos os níveis de educação.
- Reduzir em dois terços a taxa de mortalidade entre crianças com menos de cinco anos. - - - Reduzir em 75% a taxa de mortalidade materna.


2) Abaixo um trecho do livro “mundo em chamas” onde Billy Graham defende os mesmos princípios das testemunhas de Jeová
“Em primeiro lugar, a paz será estabelecida na terra. Quando Karl Barth, o teólogo suíço, visitou as Nações Unidas, fez o seguinte pronunciamento: "A organização internacional poderia ser uma parábola terrestre do reino divino, mas a paz verdadeira não será feita aqui, embora possa parecer uma aproximação. A paz será feita pelo próprio Deus...”

O que Billy quis dizer é que o trono de DEUS não será estabelecido na ONU, mas em Israel na cidade de Haifa no Monte Carmelo que é totalmente controlado pela fé bahá’i.


3) E para complicar mais ainda a situação até mesmo Islâmicos Radicais como Ahmadinejad & Cia aguardam a mesma solução para a humanidade:

“...e, por fim, trabalhar para o estabelecimento de uma comunidade internacional unificada --comunidade que Cristo e os virtuosos da Terra um dia governarão..."( O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad)

Nem mesmo os teólogos escaparam! A maior parte dos livros de teologia sobre o apocalipse falam da reconstrução do mundo de paz e amor global na terra.
Abaixo segue algumas frases absurdas de alguns teólogos sobre a fé:

FRIEDRICH HEILER, TEÓLOGO PROTESTANTE ALEMÃO
Bahá'u'lláh é o criador de uma nova religião. De um lado, a relação da Fé Bahá'í com o Islã é comparável àquela existente entre o Islã, o judaísmo e cristianismo. Classificar a Fé Bahá'í entre as seitas islâmicas ou sub-comunidades é tão inadequado como classificar o Islã de uma seita judaica ou cristã.

O próprio feito de que Bahá'u'lláh, como portador da última e mais exaltada revelação, assuma a posição que o Islã tem reservado para Maomé, torna clara a independência da religião bahá'í em relação ao Islã. Como um fenômeno histórico, a religião bahá'í se situa, então, em um status igual ao das outras religiões universais: Hinduísmo, Budismo, Islã, Sikh e Cristianismo.


GERHARD ROSENKRANZ, TEÓLOGO PROTESTANTE ALEMÃO
A Fé Bahá'í é uma nova religião... de um ponto de vista histórico-religioso constitui desde suas primeiras origens um verdadeiro movimento profético... com a Fé Bahá'í nos deparamos, não com uma dessas pseudo modernas religiões que se encontra no Ocidente, com um movimento religioso original.


HELMUT VON GLASENAPP, CIENTISTA E TEÓLOGO
É verdade que a Fé Bahá'í tem suas origens no Islã, mas representa uma forma independente de adoração e não uma seita islâmica. De outra forma teria que se considerar o Cristianismo como uma seita judaica, uma vez que surgiu do Judaísmo.


Nem mesmo o escritor Eça de queiros escapou do amor de Baha’u’llah:

EÇA DE QUEIRÓS, ESCRITOR PORTUGUÊS
Calado, invadido pelo pensamento do Báb - o Arauto da Fé Bahá’í - revolvia comigo o confuso desejo de me aventurar nessa campanha espiritual... Por que não? Tinha a mocidade, tinha o entusiasmo... Via-me discípulo do Báb... E partia logo a pregar, a espalhar o verbo babista. Onde iria? A Portugal, certamente, levando de preferência a salvação às almas que me eram mais caras.

Somente a palavra da verdade ( A Bíblia) é capaz de corrigir esses caminhos tortos:

Não cuideis que vim trazer a paz à terra; não vim trazer paz, mas espada; (Mateus 10 : 34)



Referências:
http://www.watchtower.org/t/200601/article_02.htm
http://www.eurooscar.com/bahai/bahai_opinions2.htm
http://www2.metodista.br//unesco/
http://planetacaos.blogspot.com/2007/04/carta-do-presidente-do-ir.html