3 de set de 2008

Como alcançar a universalização do ensino fundamental ?



A Universalização do ensino (a meta do milênio número 2) foi divida em duas fases distintas:

1) A primeira parte já foi supostamente alcançada que é a universalização do ensino:

O Brasil encontra-se agora próximo de atingir a universalização do ensino fundamental. Com relação às escolas do ensino fundamental, o problema brasileiro, atualmente, consiste mais na qualidade que na universalidade, uma vez que um quinto das crianças que concluem a quarta série não alcançaram ainda um nível adequado de habilidades de leitura ou de cálculos matemáticos. A repetência e a evasão são comuns. Os professores, freqüentemente, são insuficientemente qualificados, e seus salários são muito baixos em comparação com a importância do trabalho desempenhado por eles. O analfabetismo ainda é alto (12%) em meio à população adulta.
http://www.unesco.org.br/Brasil/objetivosdomilenio/objetivosmilenio2


2) A segunda parte consiste em aplicar em escala mundial o programa de qualidade de total inspirado nos ensinamentos de Baha’u’llah. Na entrevista abaixo o sociólogo Daniel defende a unidade global nas instituições de ensino:

Para o sociólogo Daniel Cara, presidente da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, o debate sobre acesso e qualidade precisa ser um só. “O estatuto é reflexo de um período em que o discurso se dava pela garantia do acesso à educação que vinha vinculado à questão da qualidade, mas não era tema aprofundado como hoje. Ou seja, o militante histórico que participou da elaboração do ECA também pensava em qualidade, só que naquele contexto o maior desafio era o do acesso”
http://www.agenciabrasil.gov.br/noticias/2008/07/10/materia.2008-07-10.6527970111/view

Como instalar o acesso de qualidade no ensino de forma global?
A primeira alteração para aplicar a qualidade de ensino bahá’i nas escolas foi a mudança no ensino fundamental de 8 para 9 anos. Dessa forma as crianças ficam em total harmonia com o número sagrado do governo mundial.

“29. Dize: Este é aquele conhecimento oculto que jamais há de mudar, pois inicia-se com o nove, o símbolo que representa o Nome oculto e manifesto, inviolável e inacessivelmente excelso. (...)”

As Legislações do Ensino Fundamental de Nove Anos
No dia 06/02/2006 o Presidente da República sancionou a Lei nº 11.274 que regulamenta o ensino fundamental de 9 anos. No Ensino Fundamental de nove anos, o objetivo é assegurar a todas as crianças um tempo maior de convívio escolar, maiores oportunidades de aprender e, com isso, uma aprendizagem com mais qualidade. http://pedagogia.brasilescola.com/politica-educacional/ensino-fundamental-de-nove-anos.htm

O número nove deve estar presente em todas as esferas do governo mundial e principalmente nas escolas. Esse número cabalístico também é uma forma de garantir que quase todas as crianças adorem a besta no dia da revelação. Além disso, o número nove representa o nome oculto do soberano:

Em quanto o “grande” dia não chega, as alterações no processo de qualidade são aplicadas em escolas controladas pela fé. Abaixo segue alguns exemplos:

http://www.maxwell.bc.ca/international/portugues.html

http://www.montecarmelo.org.br/

No momento certo basta aplicar o novo sistema educacional em escala global onde:

a) A ciência e a religião devem andar de mãos dadas nas escolas. Isso é muito importante para que as crianças aceitem as provas científicas e não questionem os sinais de Baha’u’llah.

1) O papel do professor

De: Um instrutor lecionando para uma platéia passiva onde a obrigação dos alunos é decorar e acumular informações

Para: Um facilitador do processo de aprendizagem onde o aluno participa ativamente é orientado para buscar, trabalhar e analizar a informação.

Através desse método pode ser aplicado um dos mais importantes ensinamentos Baha’is que é a investigação da verdade por si próprio, ou seja, a substituição da verdade absoluta Bíblica pelo relativismo do Kitab-i-aqdas.


b) A mudança na forma de ensino deve criar futuros funcionários para as empresas globais que devem ser totalmente obedientes a nova ordem.


2) A mudança no ensino

De:
Educação tradicinal
Fatos
Esforço individual
Passar na prova
Atingir a nota
Cursos isolados
Saber decorar
Abordagem materialista


Para:
Requisitos do emprego
Solução de problemas
Habilidade em equipe
Saber aprender
Melhoria Contínua
Conhecimento integrado
Sabe processar
Atitude etnica e moral
Essa mudança pode até parecer boa, mas ela será criada através de ensinamentos esotéricos como o eneagrama de Zoroastro. O eneagrama divide o caráter humano em nove tipos e busca o equilíbrio mental sem a ajuda do verdadeiro DEUS.