27 de abr de 2008

O poder do Kitáb e dos Sete Vales


O kitáb e os sete vales podem ser comparados a um filme antigo chamado: Alien o oitavo passageiro. O Aliem (o kitáb) não devora a sua vítima com a boca principal, mas com uma outra boca menor (os sete vales). Nesse caso imagine um aliem com sete bocas menores prontas para devorar a humanidade a qualquer momento. Basta uma mordida – só uma- para que sua vítima fique entorpecida:


Tanto mais que, por ser dado ao vinho é desleal; homem soberbo que não permanecerá; que alarga como o inferno a sua alma; e é como a morte que não se farta, e ajunta a si todas as nações, e congrega a si todos os povos. (Habacuque 2 : 5)


Agora veja o que duas "mordidinhas" estão fazendo em alguns "líderes" evangélicos:


O vale da Busca
A primeira mordida é como o vinho descrito no versículo acima. Ela é chamada de “o vale da busca”, nesse vale a pessoa é seduzida em abandonar a verdade (a Bíblia). Em um outro artigo mostrei como um grande líder evangélico foi seduzido por não ter consultado a palavra de DEUS para saber o que ela diz sobre a ONU (localizada tão próximo do mar):

E EU pus-me sobre a areia do mar, e vi subir do mar uma besta que tinha sete cabeças e dez chifres, e sobre os seus chifres dez diademas, e sobre as suas cabeças um nome de blasfêmia. (Apocalipse 13 : 1)


Ao fazer isso ele recebeu a sua primeira mordida agora o viajante já está preparado para entrar no...


“vale do amor”


Nesse vale a pessoa não distingue entre o certo ou o errado e busca no Kitáb a verdade. Nesse caso foi aplicado o artigo 144 do Kitáb:


144. Convivei com todas as religiões em amizade e concórdia para que se inale de vós a doce fragrância de Deus. Vigiai para que a chama da tola ignorância não vos domine quando entre os homens. Tudo procede de Deus e a Ele retorna. Ele é a origem de tudo e nEle todas as coisas findam.


Entende-se por” para que se inale a fragrância de deus” respirar o conceito de unicidade religiosa e obedecer a lei espiritual acima, mas consultando a palrava de DEUS em Habacuque 2:5 ela diz o seguinte “e ajunta a si todas as nações, e congrega a si todos os povos.” Como se pode ver o objetivo verdadeiro é bem diferente! Para obedecer esse artigo muitos sites começam a oferecer informações de forma parcial como na descrição sobre a fé bahá’i abaixo:




Ora, para se ter esse tipo de informação, sem nenhum conceito sobre a verdade, basta copiar e colar os artigos do Wikipédia, pois ele foi criado com esse objetivo.

Um assunto que merecia uma visão mais objetiva, pelos riscos que oferece ao cristianismo, é vista apenas como mais uma seita comum. Outro líder dessa mesma igreja (o pastor Silas Malafaia) respondeu ao Centro de pesquisas religiosas ser tolerante com a maçonaria. è bom lembrar que esse mesmo pastor também já foi condecorado pela ONU e está atravessando agora o vale do amor juntamente com o outro líder acima..

Mas o objetivo final da nova ordem mundial não se resume apenas em obedecer as leis do Kitáb, mas sim promover a adoraração do espírito (e não a imagem) da Besta pensando que ele é Deus:

E seguiu-os o terceiro anjo, dizendo com grande voz: Se alguém adorar a besta, e a sua imagem, e receber o sinal na sua testa, ou na sua mão,


Veja que o versículo diz "adorar a besta" e depois a sua imagem. O objetivo dos três primeiros vales é promover essa futura adoração espiritual de forma gradativa e conduzir o viajante ao inferno :

Também este beberá do vinho da ira de Deus, que se deitou, não misturado, no cálice da sua ira; e será atormentado com fogo e enxofre diante dos santos anjos e diante do Cordeiro.
Apocalipse 14 ( 9: 10).