29 de abr de 2008

A governança global

"Formas egocêntricas de liderança, infelizmente, têm dominado as páginas da História e tendem a prevalecer nas relações do mundo atual. Modelos autocráticos, paternalistas, totalitários, manipuladores e "sabe-tudo" de liderança enfraquecem os grupos que alegam servir. Tais formas de liderança concentram o poder de decisão nas mãos de uns poucos de tal maneira que os outros os sirvam. O que o mundo precisa hoje é exatamente o oposto dessa concepção - um novo modelo de liderança que se baseia em valores e princípios morais e devota sinceramente suas capacidades ao serviço do bem comum." (Eloy Anello)
............
a) A Liderança moral


As três características fundamentais de um líder moral são:


1- Conhecimento básico do mundo em que vive;


2- Visão (utopia) clara do mundo que deseja alcançar;


3- Compromisso pessoal para trabalhar para tornar realidade este mundo ideal.


FUNÇÕES DA LIDERANÇA



Estudos sociológicos indicam que há duas funções básicas de liderança dento de um grupo:
Uma delas refere-se à promoção da unidade desse grupo. A efetiva promoção dessa unidade requer a capacidade de facilitar processos consultivos que permitam a tomada coletiva de decisões baseados numa sincera e rigorosa busca pela verdade.
A outra tem a ver com o suprimento das necessidades e objetivos do grupo por meio de ações, ou seja, dedica-se a facilitar o processo de transformar pensamentos em atos concretos. Ambas funções são essenciais ao bem-estar de qualquer grupo, quer seja ele uma família, uma organização, ou uma comunidade local, nacional ou mundial.


APTIDÕES DA LIDERANÇA MORAL

A primeira aptidão da liderança moral é o aprendizado contínuo na aquisição de perfeições humanas, tanto na esfera intelectual como na espiritual. A primeira e mais importante dessas perfeições é a aquisição de conhecimento útil ao desenvolvimento da humanidade. Mas esse empenho deve ser equilibrado pela compreensão de que a verdadeira excelência do indivíduo não pode ser atingida fora da dedicação ao bem comum.


A segunda aptidão moral é concernente à atividade de educar os outros. Tal capacidade significa alguém ensinar aos outros um conhecimento, habilidade ou sabedoria que tenha adquirido. Um autêntico líder moral é aquele que volta seus esforços para a educação das massas, e trabalha dia e noite até que todos estejam protegidos pela fortaleza do conhecimento. Um líder moral fortalece os outros no serviço à humanidade.


A terceira aptidão tem a ver com a disciplina própria e o autocontrole. Significa a capacidade de opor-se às suas paixões, algo que não é muito fácil de se conseguir, ainda menos num ambiente dominado pelas corruptoras influências da sociedade materialista. A falta de disciplina é justamente uma das mais notáveis características da sociedade consumista.


A quarta aptidão é reconhecer e obedecer a verdade. Esta é a base fundamental de uma conduta moral. Um homem só pode ser realmente digno de confiança quando, e apenas quando, não se coloca acima da lei. A verdadeira liderança moral reconhece e entende a função das leis no desenvolvimento e na manutenção de uma sociedade civilizada e justa.

Por essa razão, um autêntico líder moral jamais se posiciona acima da lei.
Mesmo se considerar uma lei injusta, jamais se utilizará de meios violentos para sua mudança. Ao contrário, ele procurará fazer uso dos meios legais apropriados que existam para servir a tal propósito.

Essas quatro aptidões são inter-relacionadas e se respaldam mutuamente. A obtenção de uma facilita a aquisição das outras. Juntas, elas formam a estrutura básica do homem virtuoso e da verdadeira liderança moral necessária ao mundo atual.



b) O processo de CONSULTA


Por Farhad Firoozmand

O que é:
A consulta é o processo que permite a um grupo aproveitar da melhor forma possível, a sabedoria e a experiência coletiva de seus membros.

Origem:
Bahá’u’lláh (1817-1892), Fundador da Fé Bahá’í, Autor da Revelação Divina destinada a trazer uma Nova Era de paz, unidade e justiça social em todo o planeta. Bahá’u’lláh anunciou o advento do estágio de amadurecimento da raça humana e traçou os rumos de uma Nova Ordem Mundial baseados nos princípios de cooperação, justiça e fraternidade entre os povos da terra. Entre Seus ensinamentos visando o progresso espiritual e social da humanidade, Bahá’u’lláh delineou o princípio da consulta: "A consulta confere maior compreensão e transforma a dúvida em certeza. Ela é uma luz brilhante que, em um mundo escuro, indica o caminho e guia. Para tudo existe e continuará a existir um estágio de perfeição e maturidade. A maturidade é dádiva da compreensão e manifestada através da consulta." "Dize: Nenhum homem pode atingir a sua verdadeira posição exceto através da unidade. Nenhum bem-estar podem ser atingidos exceto através da consulta."

SISTEMA ATUAL
· Predomina o ponto de vista individual.
· Interesses pessoais ou setoriais atendidos.
· A voz do mais forte vence.
· Atitude decisiva intransigente.
· Valorização de personalidades.
· Idéias confundem-se com as personalidades.
· Empenho para promover um ponto de vista pré-concebido.
· Todos querem levar vantagem.
· Diálogo demagógico e tendencioso.
· Postura defensiva diante dos pontos de vista opostos.
· Ambiente de disputa e confrontação.
· Grupos divididos em prós e contras.


SISTEMA FUTURO
· Predomina o ponto de vista do grupo.
· Interesses da coletividade atendidos visando o bem comum.
· A voz da maioria vence.
· Atitude decisiva consultiva.
· Valorização de idéias.
· Idéias desassociadas das personalidades.
· Empenho para investigar a verdade e alcançar melhor solução.
· Todos querem uma solução justa.
· Diálogo sincero, aberto e franco.
· Postura de inquiridor diante dos pontos de vista opostos.
· Ambiente de cooperação e unidade de propósito. Todos apóiam a decisão do grupo.
Referência:
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA NUCLEAR
Disciplina: GLOBALIZAÇÃO E ENGENHARIA