4 de abr de 2008

A importância das drogas na globalização

Não é de hoje que a mídia globalista sempre anuncia um novo recorde de apreensão de drogas, mas o consumo e o uso só aumentam a cada dia. Isso acontece por que os traficantes, no caso da América latina as Farcs, contam com a ajuda do governo local e também do governo mundial. No caso do governo mundial, a legislação do Kitab aparentemente proíbe o uso de drogas ilícitas no artigo K- 155:

155. O jogo de azar e o uso do ópio vos foram proibidos. Afastai-vos de ambos, ó povo, e não sejais dos transgressores. Acautelai-vos para não usar nenhuma substância que produza apatia e torpor no templo humano, ou que prejudique o corpo.

Mas quando lemos o Artigo K-162 as coisas começam a ficar bem diferente:

162. Se Ele decretar lícito o que desde tempos imemoriais fora proibido, e se proibir o que sempre se considerara legítimo, a ninguém é dado o direito de Lhe questionar a autoridade.

Em outras palavras Baha’u’lah está dizendo se por uma causa maior, ou seja, a unicidade global atos ilícitos podem ser considerados normais. É isso que a unicidade global faz! Destrói todo o conceito de verdade em nome da anarquia generalizada. Agora é só gerar mais uma confusão em nome da nova ordem mundial!


Assim como no movimento homossexual o novo plano sai da Casa Universal de Justiça, depois para a ONU que organiza a sociedade de viciados em ONGS para “lutarem” pelos seus direitos nos fóruns sociais como o World psychedelic forum, que é totalmente dedicado ao uso livre de drogas.

Claro que essa “maravilha da unicidade global” é devidamente financiadas por dezenas de instituições milionárias. Abaixo, apenas como exemplo, uma foto dessa “ação global em nome da paz” realizada no Rio de Janeiro pela legalização das drogas:


A primeira vitória (se é que teve alguma) foi o relaxamento da pena pelo porte de drogas assinado pelo governo “lula.” O governo do PT não só apóia essa conduta como está envolvido com o exercito do tráfico chamado FARC. O texto abaixo, do filósofo Olavo de Carvalho, denuncia essa ligação perigosa:

Peço ao leitor a gentileza de examinar brevemente esta seqüência de fatos:

Em Abril de 2001, o traficante Fernandinho Beira-Mar confessa que compra e injeta no mercado brasileiro, anualmente, duzentas toneladas de cocaína das Farc em troca de armas contrabandeadas do Líbano.
7 de dezembro de 2001: o [1] Foro de São Paulo, coordenação do movimento comunista latino-americano, sob a presidência do sr. Luís Inácio Lula da Silva, lança um manifesto de apoio incondicional às Farc, no qual classifica como "terrorismo de Estado" as ações militares do governo colombiano contra essa organização.
17 de outubro de 2002: O PT, através do assessor para assuntos internacionais da campanha eleitoral de Lula, Giancarlo Summa, afirma em nota oficial que o partido nada tem a ver com as Farc e que o Foro de São Paulo é apenas "um foro de debates, e não uma estrutura de coordenação política internacional".
Agosto de 2007: Nos vídeos preparatórios ao seu 3º. Congresso, o PT admite que seu objetivo é eliminar o capitalismo e implantar no Brasil um regime socialista; e fornece ainda um segundo desmentido à nota de Giancarlo Summa, ao confessar que o Foro de São Paulo é "um espaço de articulação estratégica" (sic).
19 de setembro de 2007:
Lula oferece o território brasileiro como sede para um encontro entre Hugo Chávez e os comandantes das Farc .

Isso é uma prova de que o Governo atual apóia as Farcs, as drogas e o governo mundial. O atual presidente brasileiro está implantado o plano de 7 etapas de mudança do comportamento ou Os sete vales ( do qual o presidente “lula” tem total ciência do seu andamento) também nos viciados e traficantes. O que está acontecendo é o seguinte: A besta do abismo pretende preencher esse vazio com uma falsa sensação de paz espiritual e de conquistas também aos viciados (etapa 5 do plano), por isso eles precisam se estimulados. Dessa forma eles serão transformados em cooperadores do governo mundial quanto atingirem as etapas 6 e 7.

Podemos chamar os drogados de futuros zumbis comunistas que viverão apenas pelos seus extintos de consumo capitalista, essa será a verdadeira volta dos mortos vivos.


E para terminar por que não oferecer os viciados a satanás e ao seu governo através da cabala? Basta somar os números das leis do kitáb aqui aplicadas para revelar essa prática satânica que estava escondia:

No K-155 = 1+5+5= 11 – temos novamente a besta de dois chifres.
No K-162 =1+6+2 = 9 – temos novamente o futuro parlamento das religiões (3+3+3).


A cada evento temos uma assinatura ocultista praticada para que se tenha total certeza de que o plano dará certo. Infelizmente através das leis do Kitáb e o plano de mudança de comportamento (os sete vales) estão levando a humanidade para um abismo sem volta que terminará somente no inferno. Se esse governo fosse de DEUS essas pessoas deveriam ser libertas dos vícios e não motivadas.