25 de jul de 2008

O poder político e a influência de Bento XVI


Em um único dia (25/07/08) Bento XVI foi destaque por duas vezes nas páginas da BBC. A sua influência política a cada dia aumenta mais, visto que o seu objetivo final é ser o líder do parlamento das religiões.

A sua futura influência ao lado do Anticristo como falso profeta nas decisões da humanidade não trarão a volta da santa inquisição, mas sim a “santa decapitação.”


Violência contra cristãos ocupa visita de premiê iraquiano ao Vaticano

O avanço na questão da segurança no Iraque deve ser o tema principal de um encontro entre o primeiro-ministro iraquiano, Nouri Al Maliki, e o papa Bento 16, no Castelo Gandolfo, residência de verão do pontífice, localizada cerca de 30 km ao sul de Roma, nesta sexta-feira.
"Essa é uma preocupação antiga, desde o início do papado de Bento 16. Em agosto de 2005, o papa se encontrou o ministro das Relações Exteriores iraquiano para expressar preocupação não só com os católicos, mas com todos os cristãos no Iraque", afirmou à BBC Brasil o porta-voz da rádio vaticana Luiz Badilla.

Católicos pedem ao papa liberação de contraceptivos
Um grupo de organizações católicas liberais publicou, nesta sexta-feira, uma carta aberta ao papa Bento 16 pedindo para que o pontífice suspenda a proibição do uso de contraceptivos.

A carta foi publicada como um anúncio de meia-página no jornal italiano Corriere della Serra por ocasião do 40º aniversário da encíclica Humanae Vitae, escrita pelo papa Paulo IV e que instituiu a proibição ao controle de natalidade
Porque a hierarquia da Igreja Católica exerce grande influência em muitas políticas de planejamento familiar, ela obstrui a implementação de políticas públicas de saúde efetivas na prevenção ao HIV", diz a carta emitida pelo grupo, liderado pela organização americana Catholics for Choice