27 de fev de 2008

A ordem templária dos carmelitas

Essa espécie de sociedade secreta tem um papel vital para a ONU e [1]- o parlamento das religiões, pois eles serão responsáveis pela aceitação da Rainha dos céus em toda a terra. A Ordem dos Carmelitas está localizada no monte Carmelo; um local santo que se transformou em um local profano.

Os filhos apanham a lenha, e os pais acendem o fogo, e as mulheres preparam a massa, para fazerem bolos à rainha dos céus, e oferecem libações a outros deuses, para me provocarem à ira. (Jeremias 7 : 18)


No tempo das cruzadas, o calabrês Bertoldo, para cumprir um voto feito durante uma batalha contra os infiéis, retirou-se ao monte Carmelo, na Samaria, fundando aí a Ordem dos Carmelitas. Aos pés do monte Carmelo existe hoje a cidade de Haifa. Possui 700 m de altitude. Mas como se ergue abrupta e perpendicularmente direto do mar, parece mais alto do que realmente é. Coberto de densos bosques, seu acesso não é muito fácilO Antigo Testamento alude freqüentemente às florestas que cobriam os monte. No livro dos Cânticos dos Cânticos, a cabeça da amada é comparada ao Carmelo (Ct 7,6). Em Jr 5,9, o Carmelo é chamado de "terra rica". Nesse monte ocorreu o desafio entre Elias e os sacerdores de Baal (1Rs 18). A escolha do local para o desafio sugere que talvez houvesse um santuário de Baal sobre o monte. Parece que o Carmelo também foi morada de Eliseu, pelo menos ocasionalmente. Talvez tenha sido também um centro de associação de profetas.

Bertoldo e sua nova comunidade religiosa recebeu em 1209 uma regra muito rigorosa, aprovada pelo Patriarca de Jerusalém, Alberto. As Cruzadas levaram a fama desta Ordem para a Europa. Dois nobres fidalgos da Inglaterra convidaram alguns frades para acompanhá-los e fundar conventos na Inglaterra, o que fizeram. Pela mesma época, vivia no Condado de Kent, um eremita que há vinte anos escolhera o recolhimento e a solidão, tendo por habitação o tronco de uma árvore. O nome desse eremita era Simão Stock. Atraído pelo exemplo de piedade dos carmelitas recém-chegados, como também pela devoção mariana que aquela Ordem cultivava, pediu admissão como noviço na Ordem da Senhora do Carmo. Em 1125 foi eleito Superior Geral da Ordem.
A Ordem começou a ser perseguida e Simão viajou a Roma. O papa Honório III avisado por uma misteriosa visão, recebeu cordialmente os religiosos carmelitas e aprovou novamente a regra da Ordem. Simão Stock foi depois visitar os Irmãos da Ordem no monte Carmelo, e demorou-se com ele seis anos.

Um Capítulo Geral da Ordem, realizado em 1237, determinou a transferência para a Europa de quase todos os religiosos. Para escapar à perseguição dos sarracenos, procuraram a Inglaterra, onde a Ordem já possuía 40 conventos. O grande desenvolvimento da Ordem deve-se em grande parte à instituição do Escapulário.

Ao "Santo do Escapulário", como o chamou o Papa João Paulo II, em 1983, apareceu a Virgem do Carmo, cercada de anjos, no dia 16 de julho de 1251, mostrando-lhe o Escapulário da Ordem e dizendo-lhe: "Este será o privilégio para ti e todos os carmelitas; quem com ele morrer não padecerá o fogo eterno. Quem morrer com ele se salvará".

O "Amado de Maria" muito amou a sua Ordem. Por ela orou, lutou e trabalhou com muita coragem. Transformou a Ordem de eremítica em cenobítica e mendicante. Expandiu o Carmelo na Europa. Convidou a todos a viver as virtudes simbolizadas no Escapulário. Este sinal mariano, aprovado pela Igreja e difundido pela Ordem Carmelita como manifestação de amor a Maria, de confiança filial em sua pessoa, deve ser um compromisso em viver as virtudes marianas.

O Monte Carmelo, em Haifa, no Norte de Israel, é considerado sagrado por judeus, cristãos, muçulmanos e bahá'ís. Ali já foram encontrados esqueletos humanos com vários milhares de anos, Pitágoras terá permanecido nas suas colinas durante a sua viagem ao Egipto e, já com a ocupação judaica da região, o profeta Elias também ali esteve alojado. Há lendas que contam que a família de Jesus também ali teria passado e muitos cruzados cristãos peregrinaram até à montanha. Nesse tempo, muitos eremitas cristãos para ali foram, procurando uma outra forma de viver a sua fé - e daí viria a fundação da Ordem do Carmo, ou carmelitas. Depois, foi a vez dos drusos, que vieram do Líbano no século XVI, ali se estabelecerem. Em 1891, Bahá'u'lláh levantou no Carmelo a sua tenda, tornando o Monte um lugar sagrado para os bahá'ís de todo o mundo.

E vi subir da terra outra besta, e tinha dois chifres semelhantes aos de um cordeiro; e falava como o dragão. (Apocalipse 13 : 11)

[1] - No site do parlamento das religiões você já pode ver o sinal (ou a marca)da besta exatamente como Baha’u’llah ordenou.