16 de fev de 2008

A marca da Besta parte 5

A origem da marca ( os textos em azul foram extraidos das epístolas de Baha'u'llah)

A escolha desse objeto de adoração global tem a sua origem na epístola de baha’u’llah chamada de BISHÁRÁT (As Boas novas). Ela foi escrita no ano de 1863 nas proximidades do rio tigre (ponto M) e eufrates (ponto B). Esse é um local muito perigoso para se escrever profecias devido a existência de quatro demônios.




A qual dizia ao sexto anjo, que tinha a trombeta: Solta os quatro anjos, que estão presos junto ao grande rio Eufrates. (Apocalipse 9 : 14)

Esses demônios serão soltos em breve para gerar contendas, ódio e morte entre as nações.

E foram soltos os quatro anjos, que estavam preparados para a hora, e dia, e mês, e ano, a fim de matarem a terça parte dos homens. (Apocalipse 9:15)

Além dessa origem totalmente satânica e comprovada pela Bíblia, o ano de 1863 forma dois números 9 da seguinte forma:

- somando-se os dois primeiros algarismos 1+8=9;

- e os últimos 6+3= 9 ;

- o nome de Baha’u’llah posui nove letras completando dessa forma a tríade da besta “ 999”.


Quem implantará a marca


A epístola de BISHÁRÁT está divida em 15 “boas novas”; se é que isso tem algo de bom para a humanidade. Na décima terceira Boa Nova Baha’ullah pede para que a humanidade e os governantes da terra aceitem a decisão de seus dois servos denominado por ele como: “os dois pilares” da nova ordem mundial; essas pessoas é que comandarão o parlamento das religiões:

A décima-terceira Boa-Nova
Aos homens da Casa de Justiça instituída por Deus foram confiados os interesses do povo. São eles, em verdade, os incumbidos por Deus entre Seus servos e os pontos do alvorecer da autoridade em Seus países.
Ó povo de Deus! O que educa o mundo é a justiça, pois este é sustentado por dois pilares, a recompensa e a punição. Esses dois pilares são fontes de vida para o mundo. Desde que haja para cada dia um problema novo e para cada problema uma solução oportuna, tais assuntos devem ser levados aos Ministros da Casa de Justiça, para que eles possam agir de acordo com as necessidades e exigências do tempo.


Os dois pilares de baha’ullah são os dois chifes da besta da terra descrito no livro de apocalipse:

E vi subir da terra outra besta, e tinha dois chifres semelhantes aos de um cordeiro; e falava como o dragão. (Apocalipse 13 : 11)

Como será o sinal da besta


Na décima quinta boa nova de Baha’u’llah ele aconselha aos seus dois lideres a unirem as duas formas de sinais para que a nova marca possa ser posteriormente implantada na humanidade como prêmio:

A décima-quinta Boa-Nova
Embora uma forma republicana de governo seja de proveito para todos os povos do mundo, a majestade da realeza é, no entanto, um dos sinais de Deus. Não desejamos que disso os países do mundo fiquem privados. Se os homens e sagacidade combinarem as duas formas em uma só, grande será sua recompensa na presença de Deus.


Os dois sinais são a estrela de Davi na bandeira de Israel e o triangulo maçônico que representa o olho de lúcifer. Dessa união temos :
A estrela de Davi = com 6 pontas + O triangulo maçônico com 3 pontas = A estrela de Nove Pontas. Abaixo uma figura representando o nascimento dessa união:

Para oficializar a marca da besta (a estrela de nove pontas ou a marca do demônio estrela renfã) Bahau’llah criou o artigo K-29 na lei do kita-i-aqdas. Essa lei será aprovada quando o parlamento e a besta de dois e de dez chifres estiverem governando a terra:

29. Dize: Este é aquele conhecimento oculto que jamais há de mudar, pois inicia-se com o nove, o símbolo que representa o Nome oculto e manifesto, inviolável e inacessivelmente excelso.

Mesmo antes que "os dois pilares" da economia global apareçam, o conselho do parlamento das religiões já adotou uma figura geométrica de nove pontas como seu símbolo oficial.

No site abaixo do banco central do Brasil (alias muito sugestivo) temos algo bem parecido com o que está por vir:
http://www.bcb.gov.br/?ORDMILCON

Ainda na décima quinta boa nova de Baha’u’llah ele determina que a besta de 10 chifres obedeça a besta de dois chifres:

Fervorosamente suplicamos a Deus - exaltada seja Sua glória - que ajude os governantes e soberanos - os quais são os expoentes de poder e os alvoreceres de glória - a executarem Suas leis e Seus preceitos.

O objetivo não poderia ser outro! Implantar a marca da besta na humanidade:

Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome. (Apocalipse 13 : 17)



Referência: As epístolas de Baha’u’llah