16 de jan de 2008

Bento 16: ciência x religião

O plano de sete etapas de mudança do comportamento está sendo aplicado em todas as áreas da sociedade, inclusive na religião. Bento 16 acaba de entrar na etapa 4 do plano quando arrumou uma confusão na Universidade La Sapienza, em Roma.
O papa será o futuro líder do parlamento das religiões (o falso profeta), mas nem por isso ele deve deixar de cooperar em nome do bem comum. Afinal, o parlamento das religiões vai confirmar a existência do “deus” da ONU através da ciência (etapa 6 do plano).



Bento fere os principios da Nova Ordem Mundial
Ciência X Religião

“O papa prega que a fé deve se sobrepor à ciência, e os pesquisadores e cientistas leigos não concordam com esta linha de pensamento”.

Logo depois da confirmação da vinda do Papa Bento 16, dezenas de estudantes penduraram cartazes na entrada dos prédios do campus, principalmente na fachada das faculdades de Física, Ciências Políticas e Filosofia.
"O Papa é contra a universidade", "A ciência é leiga", eram algumas das mensagens destinadas ao bispo de Roma. A manifestação ganhou corpo depois que 67 professores fizeram um abaixo-assinado pedindo o cancelamento da visita.
Eles não concordam com o que consideram uma ingerência da Igreja católica no Parlamento italiano - a lei do aborto pode ser revista por causa das pressões eclesiásticas - e nem com a posição da Igreja sobre a ciência, não apenas de hoje, mas desde os tempos de Galileu Galilei. O papa prega que a fé deve se sobrepor à ciência, e os pesquisadores e cientistas leigos não concordam com esta linha de pensamento.
Para a véspera da visita estava programado um "ensaio geral" dos protestos na Faculdade de Física. "Como físico não gostei da declarações feitas por este papa sobre a ciência, achei um endurecimento em relação ao do seu antecessor João Paulo 2º", disse ao jornal La Repubblica, o professor Giorgio Parisi, um dos assinantes da carta.

Galileu Galilei

Os físicos tomam ainda partido de Galileu Galilei contra o Papa Bento 16. Eles lembram que o então cardeal Joseph Ratzinger, em 1990, durante um discurso, teria justificado o processo da Igreja contra o astrônomo que comprovou a tese de Copérnico de que a Terra girava ao redor do Sol e não o contrário.

Obs.: Quanto mais conflitos surgirem, mais o parlamento das religiões será exaltado pelas pessoas que não conhecem os ensinamentos do Senhor Jesus.


http://www.bbc.co.uk/portuguese/reporterbbc/story/2008/01/080115_papasapienza.shtml