28 de set de 2007

Usando o relativismo na mídia moderna


Destruir o conceito de verdade absoluta é a verdadeira meta do milênio da ONU para esse século. Não restam dúvidas de que a Bíblia se transformou num estorvo para os globalistas e precisa ser destruída a qualquer custo. Nessa fase da globalização é necessário preparar as pessoas de uma tal forma para que aceitem todos os sinais do dia da revelação como verdadeiros. Se não bastassem as técnicas de manipulação usadas, ainda temos outras formas de manipulações gradualistas para manter o público o mais longe possível da verdade:

A internet ainda é um problema para os globalistas, através dela muitas pessoas podem dizer a verdade sobre o governo. A solução nesse caso é simples basta colocar um excesso de notícias que as pessoas ficarão tão saturadas que chegarão a conclusão de que é melhor não possuir nenhuma informação sobre o assunto.
Todos os grandes jornais manipulados pelos globalistas permitem ao internauta instalar vários RSS em seus navegadores, em média a pessoa poderá ter acesso a dezenas de noticias de forma simultânea. Através dessa técnica o internauta retém a informação por pouco tempo em sua memória e logo em seguida busca novas informações. Ora, isso não passa de condicionamento relativista mental!

Ao contrário da ditadura no sistema totalitário o segredo é embaralhar as informações verdadeiras com falsas. Com a internet 2.0, que dá ao internauta o poder de interatividade, o condicionamento ao relativismo evoluiu ainda mais. Um internauta publica a notícia, essa notícia recebe vários comentários e outro internauta lê a notícia juntamente com os comentários, dessa forma ele chegará a conclusão de que é melhor não ter opinião alguma, e mesmo que alguém publique a verdade sobre os fatos, a sua palavra não terá valor algum.

Mas infelizmente para os globalistas poucas pessoas possuem acesso a intenet. Mesmo com o plano de governo da inclusão digital a maior parte da população ainda não possui acesso a internet. A única solução viável para toda a população se transformou na TV digital.
A TV digital sem dúvida alguma, fará o papel da internet e com certeza farão o possível para que as pessoas participem das mais variadas pesquisas de opinião. Quando alguém participa dessas pesquisas está sendo condicionado, mesmo que de forma involuntária, a não pensar. Enquanto outras notícias são apresentadas o telespectador mantém o foco de sua atenção apenas na pesquisa. Essa é uma ótima forma de misturar uma notícia importante com um monte de bobagens.

Mesmo antes da TV digital chegar ao Brasil a rede record do empresário “evangélico” Edir Macedo inaugura um canal com 24 horas de notícias. Esse novo canal não está contribuindo para informação do público cristão e sim para que os manipuladores e políticos globalistas façam uma lavagem cerebral no público. As agências de noticias ( BBC, Reuters, New York Times e outras) apenas passarão para o público a imagem de uma ONU que trabalha em nome da paz e o amor global e isso quando não for o próprio governo usando o canal para fins políticos. A cena entre Lula e Edir Macedo apertando o botão juntos para iniciar as programações da emissora se transformou num momento histórico de vexame.
Abaixo uma foto do comunista Lula e o empresário evangélico Edir Macedo comemorando a diversidade da informação global:

Através de empresários “evangélicos” que são movidos pela ganância e seu status na sociedade a ONU pretende manter a comunidade global longe da verdade revela por Jesus Cristo; especialmente manter o Apocalipse encoberto para que as pessoas sejam mortas e torturadas durante o regime totalitário do governo do Anticristo.
O novo canal de Edir Macedo será obrigado a transmitir o pronunciamento da nova religião global unificada da ONU, quer goste ou não! E assim ele fará a sua contribuição desviando milhares de pessoa do caminho da verdade.


E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade. (II Pedro 2 : 2)