13 de set de 2007

O “Apocalipse gay”


O relógio profético da imoralidade

Apesar do movimento gay não esperar por nenhuma revelação divina, eles estão aguardando a “aprovação divina” e a aceitação em público dos seus atos imorais.
A importância profética desse movimento é de extrema importância na ocultação da realidade sobre os bastidores da nova ordem mundial pelo seguinte:

Quando o movimento gay começou a marcar a sua presença na ONU, eles começaram a colaborar com a conspiração apocalíptica (mesmo que de forma inconsciente), encobrindo-a de uma boa parte de cristãos. As igrejas ao saberem desse fato começaram a se organizar numa espécie de sindicatos evangélicos para protegerem os seus direitos de liberdade de expressão. A estratégia política foi um sucesso total. O medo do movimento gay se tornou mais importante que as profecias.

O lema da ONU é dividir para governar; todos esses conflitos serão resolvidos na grande Assembléia do Governo Mundial. Claro que a doutrina cristã sofrerá alterações e possíveis punições em nome do “bem maior”; a paz e o amor global da comunidade.

Apesar das profecias ficarem encobertas por algum tempo, o relógio profético da imoralidade gay serve como um sinal de que o fim se aproxima rapidamente. A criação do Estado de sodomia é inevitável, mas a justiça de DEUS não tardará.

Assim como Sodoma e Gomorra, e as cidades circunvizinhas, que, havendo-se entregue à fornicação como aqueles, e ido após outra carne, foram postas por exemplo, sofrendo a pena do fogo eterno. (Judas 1 : 7)



Conclusão:
O Apocalipse gay não revela absolutamente nada, pelo contrário, o seu principal objetivo é esconder dos cristãos a verdade sobre a conspiração. Afinal os líderes das igrejas estarão ocupados demais em se protegerem do movimento gay.O abismo Luciferano, com suas correntes, está arrastando não só os gays para o abismo, mas, também os que aprovam essas condutas para o justo juízo que está por vir.