20 de set de 2007

A mordaça do Governo Mundial no Evangelho Bíblico


Antes de entrar no assunto propriamente dito, é importante saber quais são as principais religiões oficiais da ONU. No topo da pirâmide da ONU se encontram as seguintes religiões:

A Maçonaria: Os maçons estão distribuídos no CFR, no poder executivo, legislativo e Judiciário da ONU.

A Cabala: com forte presença em Israel; através do uso dos números “sagrados”, cuidam para que não existam falhas nas profecias do governo mundial.

A Fé Baha’i: Além de se encontrarem nos três poderes, trabalham como consultores da ONU.

Através do Conselho Consultivo bahá’i e outras agências da ONU, são estabelecidas normas e metas que vão contribuir para a criação da grande assembléia espiritual, após a aprovação de todos, as novas legislações são distribuídas em todos os fóruns espirituais do mundo com o objetivo de unificar todas as religiões:


Tanto mais que, por ser dado ao vinho é desleal; homem soberbo que não permanecerá; que alarga como o inferno a sua alma; e é como a morte que não se farta, e ajunta a si todas as nações, e congrega a si todos os povos. (Habacuque 2 : 5)


No artigo 5 da constituição federal diz o seguinte:


V - estimular o diálogo e o conhecimento mútuo entre distintas igrejas e confissões religiosas e a cooperação entre elas, na promoção do bem comum;

Entende-se por “Bem comum” a destruição de qualquer forma de verdade Bíblica, imagine o seguinte: No dia da revelação surgirão grandes sinais, mas a imprensa terá que aguardar um parecer final do conselho espiritual. O que for decidido no conselho será lei.

Em outras palavras a ONU quis dizer o seguinte: É proibido falar sobre o Apocalipse nas emissoras de TV (especialmente os evangélicos). Mas é impossível dizer a verdade sem entrar em confronto com outras religiões ( especialmente o catolicismo romano) se algum líder cristão fizer isso poderá ser investigado e punido por violação aos direitos de liberdade de expressão conforme o artigo X:


X - receber denúncias e encaminhá-las aos órgãos competentes para apuração de responsabilidades pela violação de direitos fundamentais da pessoa humana.


Para garantir decisão o fórum inter-religioso fez o mapeamento completo com mais de 80 correntes religiosas: Adventismo, Budismo, Hinduísmo, Catolicismo Romano, Catolicismo Ortodoxo, Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, Igreja Anglicana, Espiritismo, Igreja Messiânica Mundial, Islamismo, Judaísmo, Religiões Afrodescendentes (Nagôs, Jejes, Bantos); Igreja Batista, Metodista, Congregação Cristã do Brasil, Assembléia de Deus, Igreja do Evangelho Quadrangular, Igreja Brasil Para Cristo, Igreja Pentecostal Deus é Amor, Comunidade Evangélica Sara Nossa Terra, Igreja Internacional da Graça de Deus, Igreja Universal do Reino de Deus, Renascer em Cristo; Xamanismo, Movimento Hare Krishna, Santo-Daime, Seicho-No-Ie, Taoísmo, Xintoísmo, Luteranismo, entre outras. As tradições indígenas foram representadas pelo Conselho Estadual dos Povos Indígenas. Além de todas essas religiões estarem rastreadas, os seus líderes assinaram acordos de cooperação mutua em nome do bem comum, ou seja, “manter o publico longe da verdade” (isso pelo menos na mídia).


Como no jogo de xadrez, mais uma vez satanás jogou um lance de xeque. Ele simplesmente calou a boca de todos os líderes evangélicos. Como o Papa já declarou a Igreja Católica como a única e verdadeira de cristo, a sua decisão no conselho prevalecerá. Mas o xeque-mate pertence a DEUS. A jogada final pode ser vista nesse versículo do profeta Daniel:


E os entendidos entre o povo ensinarão a muitos; todavia cairão pela espada, e pelo fogo, e pelo cativeiro, e pelo roubo, por muitos dias. (Daniel 11 : 33)

“E os entendidos entre o povo ensinarão a muitos”. Após a revelação de todos os sinais proféticos do governo mundial as pessoas ficaram curiosas em saber mais sobre isso. E com certeza o povo de DEUS, já orientado com antecedência entrará em ação.


http://www.justica.sp.gov.br/Modulo.asp?Modulo=542&Cod=51