5 de dez de 2007

A importância do número 9 no governo mundial


O número 9 foi usado inicialmente por Zoroastro, às vezes chamado Zaratustra, que foi um Mensageiro ou Manifestante de “deus” nascido na Pérsia (hoje chamada Irã) há mais ou menos mil anos antes de Cristo. Foi Ele o fundador da religião chamada "Zoroastrianismo". O zoroastrianismo está presente no governo mundial nos seguintes itens:

1) Zaratustra defendia uma sociedade totalmente baseada em princípios agrícolas. Esse é um dos principais objetivos para a economia na Nova Ordem Mundial.

2) Zaratustra também acreditava na revelação progressiva, ou seja, que Deus envia vários profetas em diferentes épocas. Ele também profetizou dizendo que o último profeta da Pérsia seria responsável pela unificação de toda a humanidade, ou seja, Baha’u’llah foi o seu último descendente de forma direta. O profeta Daniel também profetizou dizendo que um homem da pérsia se fez passar por arrecadador da glória de Deus:

E em seu lugar se levantará quem fará passar um arrecadador pela glória do reino; mas em poucos dias será quebrantado, e isto sem ira e sem batalha. (Daniel 11 : 20)

3) O zoroastrianismo está sendo aplicado no mundo inteiro através do eneagrama, o seu principal objetivo é buscar o equilíbrio entre 9 defeitos e 9 qualidades do ser humano sem a interferência dos ensinamentos Bíblicos.
O eneagrama é representado por um estrela de 9 pontas. Isso é mais um exemplo de que o número 9 realmente é o número da besta, afinal os ensinamentos de Zoroastro também se encontram presentes no bahaismo, basta olhar para o símbolo que praticamente é o mesmo.

O Eneagrama vem crescendo significativamente em todo o mundo e já é utilizado por muitas importantes empresas, tais como: 3M, IBM, Sony, Motorola, Boeing, Disney, Du Pont, Procter & Gamble e Federal Reserve Bank, CIA (serviço de inteligência americana). O sistema também já conta com diversos trabalhos de validação científica e centros acadêmicos de renome mundial já incorporaram o Eneagrama em alguns programas de suas "Business Schools". É o caso de Stanford, Columbia e Loyola, nos EUA; Manchester, na Inglaterra; e Universidade de Sydney, na Austrália.

Esse método “aparentemente” sem nenhum envolvimento com o ocultismo está criando agentes facilitadores no mundo inteiro para que resolvam os problemas que afligem a humanidade através do consenso e não por uma verdade bíblica e também pessoas obedientes às leis do Anticristo e da Besta do abismo respectivamente. Algo semelhante está sendo feito pela Onu com a implantação do positivismo nas escolas.
Se um pentagrama de cinco pontas significa a submissão do homem a satanás, o eneagrama é a submissão total do homem ao governo mundial.

Fonte: