8 de out de 2007

II Fórum Espiritual Mundial

II Fórum Espiritual Mundial de 24 a 28 outubro de 2007


A ONU avança na criação da religião global. A afirmação abaixo deixa claro que o objetivo maior do fórum espiritual é preparar as pessoas de forma gradativa através da mídia para a aceitação da Besta do Abismo (chamada por eles de espiritualidade maior).

“explorar e buscar o advento de uma espiritualidade maior, que reconheça que todos estamos intrinsecamente interligados numa globalização espiritual; “


Tanto mais que, por ser dado ao vinho é desleal; homem soberbo que não permanecerá; que alarga como o inferno a sua alma; e é como a morte que não se farta, e ajunta a si todas as nações, e congrega a si todos os povos. (Habacuque 2 : 5)



Objetivos Principais:
· criar e ao mesmo tempo consolidar um espaço, onde possamos construir e reforçar caminhos, que as diversas formas de espiritualidade estão a trilhar, buscando reforçar e enfatizar os princípios e valores universais;
· explorar e buscar o advento de uma espiritualidade maior, que reconheça que todos estamos intrinsecamente interligados numa globalização espiritual;
· fomentar a possibilidade de, através do diálogo e da troca de experiências e vivências, vir a propor caminhos que contemplem não só o compromisso, mas especialmente o desenvolvimento de ações em prol da construção de um mundo melhor tomando-se por base à espiritualidade;
· trabalhar através do FÓRUM, pela ampliação e difusão das propostas de diálogo inter-religioso, ajudando assim, na consolidação das bases para a cooperação permanente entre as diversas expressões de fé;
· promover a difusão e o intercâmbio de idéias, tomando-se por base um profundo respeito pelas diversas manifestações do conhecimento, seja ele de cunho espiritual; das tradições; filosófico; científico; social ou artístico, de forma que tais se manifestem de forma interdisciplinar;
· difundir as visões holísticas como formas de melhor compreensão do mundo, bem como, trabalhar pela ampliação das ações que busquem educar para a paz;
· buscar enfatizar através das discussões, o fortalecimento de princípios e valores universais, tais como ética e solidariedade, aliado a conceitos como o de cidadania planetária, como formas de desenvolvimento da construção da paz;
· servir como veículo para a consolidação e interconexão, entre as propostas e movimentos semelhantes existentes no país e no exterior, que já integram a agenda global em prol da cultura da paz; do respeito à diversidade religiosa; da cooperação inter-religiosa, da prática da solidariedade e da defesa dos direitos humanos;
· reforçar o caráter de vocação para a espiritualidade de Brasília, manifestada desde sua idealização, associando-se na divulgação do Roteiro Místico de Brasília (Caminho de Dom Bosco), projeto este já consolidado.
Outros Objetivos:
· criar e manter uma memória estratégica dos principais problemas e possíveis soluções levantados pelo FÓRUM, bem como das idéias, experiências e ações propostas ou já desenvolvidas pelas entidades que participarão do Fórum;
· articular-se, com a mídia local, nacional e mundial, inclusive as produzidas pelas instituições, entidades e organismos que participem do FÓRUM, para veicular tais propostas acima discutidas e pactuadas;
· trabalhar de forma articulada para que se venha ou apoiar propostas já em desenvolvimento, ou mesmo idéias surgidas do Fórum das quais possam decorrer novas políticas públicas, sem interesse político-partidário ou de beneficiar qualquer grupo, entidade ou instituição, mas que se coadunem com os objetivos do FÓRUM.


O I Fórum espiritual se compromete em trabalhar na criação da Marca da Besta (identificação planetária). Aqui está a prova definitiva de que a moeda global possuirá valores espirituais e financeiros.
O 1º FÓRUM ESPIRITUAL MUNDIAL aprova as seguintes recomendações:
a) promover a fraternidade entre todos os seres, - independentemente de reino, raça, etnia, gênero, credo, classe social -, como fundamento básico para a organização da sociedade e para a atuação política;
b) apoiar o trabalho das Nações Unidas e de outras organizações nacionais e internacionais na construção da paz mundial e na defesa dos direitos humanos;
c) fomentar a atuação harmônica e consensual para a integração política e econômica dos povos, respeitadas as culturas, as religiões, as tradições e as línguas locais;
d) fomentar a educação e o estudo comparativo de culturas, tradições religiosas, filosóficas, ciências e artes visando a maior aproximação e integração entre os seres humanos e os povos;
e) conscientizar a sociedade para a proteção da vida e a conservação do ambiente natural, em defesa da manutenção da biodiversidade, da flora e da fauna, dos rios, dos lagos e das nascentes; atuar para que aqueles que causaram ou venham a causar danos à natureza, notadamente aos mananciais hídricos, recomponham os ecossistemas;
f) empenhar-se em prol do desarmamento mundial e da eliminação das minas terrestres;
g) propor às Forças Armadas o direcionamento de seus efetivos para a execução de tarefas voltadas para o estabelecimento da justiça social e da defesa do equilíbrio ecológico planetário;
h) instituir um documento de identidade pessoal reconhecido em todo o Planeta;
i) incrementar a realização de plebiscitos como forma de valorizar a cidadania e ampliar a democracia direta e participativa;
j) propugnar pela democratização dos meios de comunicação, com o objetivo de garantir a todos a divulgação de suas idéias e pensamentos; trabalhar para que a mídia assuma o compromisso ético de estar a serviço dos valores que edifiquem e fortaleçam uma cultura de paz entre todos os seres;
l) propor a criação de uma unidade monetária, em âmbito planetário, a partir do respeito e da valorização da economia solidária e da vida das comunidades mais carentes;
m) defender uma legislação justa com a valorização do Estado de Direito;
n) criar mecanismos e sistemas que possibilitem a efetiva participação de todos na vida política, econômica, cultural e social em âmbito planetário;
o) desenvolver o respeito aos direitos individuais e coletivos e à pluralidade e à diversidade de idéias e pensamentos;
p) garantir igualdade de oportunidades a todos, sem quaisquer discriminações, com a erradicação da miséria;
q) promover o acesso de todos à educação, em especial a educação de valores;
r) promover o acesso à saúde, com adoção de vida saudável e alimentação natural;
s) instituir ações que promovam mudanças nos hábitos de consumo, de modo a substituir consumo exacerbado pelo consumo consciente, com o uso equilibrado dos recursos naturais;
t) incentivar, em âmbito mundial, a adoção de uma língua neutra - como o esperanto - como língua de comunicação e de intercâmbios cultural e comercial, com a conservação das línguas e dialetos locais, garantindo a democracia lingüística e a manutenção dos valores culturais de todos os povos;
u) recomendar a criação de empresas cujos participantes sejam, em sistema cooperativo e igualitário, seus proprietários;
v) apoiar e desenvolver atividades agrícolas que, a partir da percepção da unidade da vida, conservem o meio ambiente e a natureza, objetivando produção agrícola que garanta alimentação orgânica e ecologicamente correta;
x) congregar organizações sociais para potencializar suas forças e divulgar seus trabalhos;
z) apoiar e promover eventos culturais e espirituais ou campanhas que possam elevar os paradigmas da sociedade.
A humanidade precisa de todos nós! Cada um de nós tem o poder de mudar o mundo. E juntos nosso poder é maior!
Referência: