13 de out de 2008

14 de outubro o dia em que não faremos contato

A cena se repete novamente! No ano passado o ufólogo Rogério Freitas “agitou o mundo” na lucrativa revista UFO anunciando a chegada de aliens:

“...INTRODUÇÃO -- O renomado escritor e conferencista espiritualista Jan Val Ellam, pseudônimo de Rogério de Almeida Freitas, faz revelações bombásticas sobre o futuro do planeta Terra. Segundo informações a que ele teve acesso, originárias de seus mentores espirituais e extraterrestres, um grande momento para a raça humana se aproxima: o contato oficial e definitivo com civilizações cósmicas superiores. O processo já estaria em curso e centenas de naves se aproximam da Terra para grande manifestação nos próximos meses. “Tudo ocorrerá entre novembro de 2006 e abril de 2007”, diz Ellam. Em sua longa e detalhada entrevista, que sairá na edição de outubro da Revista UFO, número 126...”

Depois do anuncio de Ellam nada aconteceu (e nem vai acontecer). E agora surge a mesma história novamente! O contato com aliens está marcado para o dia 14/10/08:

http://www.truveo.com/OVNI-em-14-de-outubro-de-2008/id/3648955616

A existência de Aliens não possui nenhum fundamento Bíblico. O que os ufólogos espiritualistas fazem é apenas interpretar as escrituras de forma errada. A única possibilidade real sobre esse mito é que o governo mundial poderá usar essa fábula dizendo que os cristãos verdadeiros foram abduzidos após a retirada de Baha'u'llah do abismo. Fábulas como essas estão fazendo com que muitas pessoas se desviem da verdade no fim dos tempos:

E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas. (II Timóteo 4 : 4)

Essas canalizações também servem para sustentar o mito lucrativo de aliens. Revistas e congressos sobre esse tema movimentam o sistema financeiro ufológico a décadas e precisa sempre de uma renovação alarmista.

O que acontecerá no dia 14/10/08? Absolutamente nada, pois o diabo é o pai da mentira:

Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira. (João 8 : 44)