31 de dez de 2007

Inovações tecnológicas para o governo Mundial


Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores. (I Timóteo 6 : 10)


Veículos de São Paulo terão chips RFID a partir de maio

Projeto da prefeitura e governo estadual não terá custo para proprietários
São Paulo começa a adotar chips em veículos a partir de maio de 2008. A prefeitura da cidade e o governo do Estado assinaram um convênio com o Sistema Nacional de Identificação Automática de Veículos (Siniav) nesta terça-feira (03/10). A expectativa é que, até maio de 2009, todos os carros em dia com o licenciamento estarão com a Etiqueta Eletrônica, como foi batizado o dispositivo.
O chip será afixado no pára-brisa, e nele ficará gravado o código de identificação com as informações do veículo, como números do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam), placas dos veículos e números dos chassis. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) calcula a instalação de 2,5 mil antenas espalhadas pela cidade, para realizar a leitura das etiquetas, por meio de sinais de radiofreqüência.
Tecnologia para o governo do Anticristo $$$ - Marca da Besta I +

"O conceito da unidade da humanidade implica uma mudança orgânica na estrutura da sociedade atual, uma mudança tal que até agora o mundo nunca experimentou" (Pensamentos da ONU).


O governo da Malásia apresentou o menor microchip do mundo

O novo microchip malaio é fruto de mais de dois anos de pesquisa e desenvolvimento e, em sua versão mais diminuta, mede 0,7 por 0,7 milímetros, de acordo com as informações oficiais.
Este diminuto microchip emite ondas de rádio em múltiplas freqüências, o que permite que faça detecções quando incrustado em cédulas de dinheiro, objetos e animais.
O chip é atualmente fabricado no Japão, mas o ministro antecipou que está sendo estudado transladar o local de produção para a Malásia.


Tecnologia para o governo da besta do Abismo - Marca da Besta II

“Imagine que fizemos com esse laser o que o filtro solar faz com as pessoas na praia. Eliminamos as radiações indesejadas e conseguimos que o Cr: LiSAF passasse a ser usado como um laser de alta potência”, disse Vieira Júnior.



O uso do laser poderá ser feito de forma muito seletiva, sem gerar calor. É possível agir sobre o tecido de um dente sem destruir o que está em volta, por exemplo.”
Pesquisadores do Centro de Lasers e Aplicações (CLA) do Instituto de Pesquisas Energéticas e


Nucleares (Ipen) conseguiram melhorar a performance de um tipo especial de laser e deram mais um importante passo em direção à construção de um sistema de laser de 1 terawatt.De acordo com Samad, o laser de estado sólido conhecido como Cr:LiSAF tem uma série de características promissoras, incluindo longa vida útil espontânea e uma ampla freqüência de emissão espectral


Novos produtos já unem internet, telefone e TV


O brasileiro começa a experimentar na prática a convergência tecnológica. Até pouco tempo atrás, a integração só constava no discurso das companhias em operação aqui. Só nesta 4a. feira, quatro empresas deram passos importantes na direção da convergência tecnológica.


A Vivo, líder no mercado de telefonia celular, fechou parceria com a Positivo, que detém um terço do mercado de computadores. A partir de agora, tanto os computadores de mesa como os notebooks dessa marca sairão da fábrica com um software que permite ao comprador optar pelo acesso à internet por meio da rede de celular da Vivo. O acesso não é de graça. O comprador do equipamento que optar por esse serviço mediante um voucher que acompanha o equipamento paga um valor fixo que, dependendo do tipo de plano, é menos do que desembolsaria pelos pacotes da banda larga tradicional. E a placa de modem é gratuita em alguns planos. "Queremos popularizar o acesso à internet, incluindo especialmente as camadas de menor renda", afirmou o presidente da Vivo, Roberto Lima.

Na semana passada, a Positivo já tinha dado outro passo no sentido da convergência. A companhia anunciou a produção de conversores de TV digital. "Isso é a convergência tecnológica", disse o presidente da Positivo, Hélio Rotenberg, que planeja produzir as placas de modem no Brasil. Segundo ele, a empresa, que nasceu com a fabricação de computadores, não está entrando na seara dos eletroeletrônicos. "O conversor da TV digital nada mais é do que um computador."

Também nesta 4a, a Philips do Brasil, tradicional fabricante de aparelhos de imagem e som, anunciou que vai produzir notebooks no País, uma experiência inédita da corporação mundialmente. "Até 2010 queremos ter 10% do mercado brasileiro de notebooks, que deverá atingir entre 5 e 6 milhões de unidades", afirmou o gerente geral de Desenvolvimento de Novos Negócios Philips, Caio Catto.

A entrada da Philips em computadores foi decidida a partir de pesquisas feitas com consumidores que apontaram que o equipamento é um objeto de desejo, assim como a casa e o carro. Além disso, o computador deixou de ser apenas um equipamento para estudo e trabalho e passou a ser um eletroeletrônico da casa, assim como a TV.

No mesmo dia em que a Philips anunciou a entrada no segmento de informática, a Sony informou que vai produzir no Brasil dois modelos de notebooks. Segundo Bob Ishida, presidente mundial da Vaio, marca de notebooks da companhia, os equipamentos terão tecnologia "Full HD". Isso significa que podem exibir vídeos de alta definição, com a mesma qualidade de imagem da TV digital aberta.

Na semana passada, a Semp Toshiba, especializada em TVs e computadores,anunciou que volta a fabricar celulares, de olho na mobilidade da TV digital.

FONTE: O Estado de S.Paulo


http://www.itweb.com.br/

http://revistahometheater.uol.com.br/site/tec_noticias_02.php?id_lista_txt=3840

http://www.inovacaotecnologica.com.br/

http://www.htmlstaff.org/ver.php?id=6193

30 de dez de 2007

A Rainha dos céus



A origem da trindade pagã

A trindade pagã formada por: um deus, uma deusa e seu filho podem ser vista nas mais diversas religiões como: Íris, Osíris e horus (no Egito), Brahma, Vishnu e Shiva (na índia). Muda-se apenas o local de adoração, mas a forma é a mesma.

A Rainha dos céus aparece no velho testamento no tempo do Profeta Jeremias (44:17) e no novo testamento no tempo do Apóstolo Paulo em Efésios com o nome de Diana – “a deusa” que caiu de júpiter:

Então o escrivão da cidade, tendo apaziguado a multidão, disse: Homens efésios, qual é o homem que não sabe que a cidade dos efésios é a guardadora do templo da grande deusa Diana, e da imagem que desceu de Júpiter? (Atos 19 : 35)

O Apóstolo Paulo passou pela mesma situação do profeta Jeremias quando exortou o povo sobre o erro que estava cometendo. A rainha dos céus apenas muda de nome constantemente até os dias de hoje, assim como no Egito, em cada lugar que ela aparece recebe um novo nome.

Essa crendice popular está tão enraizada no Brasil que a única diferença do tempo do Apostolo Paulo para o nosso é que a imagem saiu das margens de um rio.


A confusão criada pela Rainha dos céus no Apocalipse

O Apocalipse católico, sem dúvida alguma, é muito confuso devido o recebimento constante de mensagens extras Apocalípticas falsas atribuídas ao Senhor Jesus e a Virgem Maria. Essa inclusão de profecias marianas ao apocalipse criou uma distorção contraditória do que estamos realmente vivendo.

O que torna esse apocalipse tão confuso é o fato dessas profecias marianas estarem atribuindo dois títulos para o anticristo ao mesmo tempo, ou seja, para os católicos a Besta do Abismo e o Anticristo são a mesma pessoa. Isso contradiz totalmente a verdade que foi revelada pelo profeta Daniel, onde ele afirma que o Anticristo será auxiliado por um Deus estranho:

Com o auxílio de um deus estranho agirá contra as poderosas fortalezas; aos que o reconhecerem multiplicará a honra, e os fará reinar sobre muitos, e repartirá a terra por preço. (Daniel 11 : 39)

O segredo de satanás e selar o nome da Besta para o maior número de pessoas, sejam católicos, evangélicos, Judeus, mulçumanos, espíritas em geral ou o Islã não existe como lutar com alguém se você não sabe quem ele é. Afinal, se o seu verdadeiro nome for revelado ele jamais poderia dar continuidade na criação da Religião global. É como brincar de esconde-esconde, quando alguém é descoberto não pode permanecer mais escondido.



As contradições criadas pela rainha do céu no catecismo

Mas a contradição não para por ai, a rainha dos céus criou tanta confusão que entrou em contradição até com os ensinamentos do catecismo, quando ela atribui ao Antipapa (personagem extra Bíblico que faz dupla com o anticristo) como o “unificador das religiões”:

A.43.4 Significação da apostasia
§2089 A incredulidade é a negligência da verdade revelada ou a recusa voluntária de lhe dar o próprio assentimento. "Chama-se heresia a negação pertinaz, após a recepção do Batismo, de qualquer verdade que se deve crer com fé divina e católica, ou a dúvida pertinaz a respeito dessa verdade; apostasia, o repúdio total da fé cristã;
cisma, a recusa de sujeição ao Sumo Pontífice (PAPA) ou da comunhão com os membros da Igreja a ele sujeitos."

O catecismo não deixa duvidas de que ninguém pode questionar o pronunciamento do Papa, mas afinal quem é que vai unificar as religiões o Papa ou o Anti-papa? Na epístola enviada aos cristãos a ordem é clara -o papa deve fazer o pronunciamento da religião global.

Então por qual outro motivo o Papa declarou a supremacia das religiões cristãs? O que o vaticano está fazendo no parlamento das religiões na ONU se o nosso Deus verdadeiro não tem parte alguma com esse governo? Por que os cristãos ortodoxos já começam a apoiar o Papa? Por que o ritual esperado pela ONU está sendo totalmente reproduzido no santuário Bizantino?

O vaticano está cada vez diminuindo o tempo de beatificação dos seu santos devido a uma mensagem atribuída a Maria que diz o seguinte: “e para uma aprovação ser validada iria precisar de anos e estudos, coisa que não é necessária devido a urgência dos apelos de Nossa Senhora em seus apelos pelo Mundo devido a proximidade do que virá acontecer pela frente”. Essa aceleração no processo de beatificação fará com que o processo de criação da nova religião global também seja acelerado. Entre verdades e mentiras o consenso relativo também prevalecerá no parlamento das religiões.

E por fim, como já sabemos, Maria (mãe de Jesus) é nossa irmã em cristo e não uma intercessora do Senhor Jesus.




Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo . (I Timóteo 2 : 5)


Referências:


Sonhos e visões sem qualquer base Bíblica:




28 de dez de 2007

Para onde a Agenda 21 está levando a Sociedade - II


A agenda 21 é apenas um esboço da futura legislação global, onde cada país elabora a sua agenda local e posteriormente as divergências entre as nações serão resolvidas no grande parlamento mundial; existem duas áreas onde a agenda está sendo implantada que merecem destaque:

Religião: A teologia da prosperidade, que é aplicada em algumas ”igrejas evangélicas”, tem colaborado com o governo mundial sobre tudo na aquisição de riquezas e luxos desnecessários. Isso é um pouco suspeito, pois essas supostas igrejas passam a impressão de que estão interessadas em um assento no parlamento das religiões e por isso estão cumprindo as metas estabelecidas na agenda 21, essa sem dúvida é uma maneira muito estranha de combater a pobreza.


Política: Acordos com as mais diversas finalidades são fechados em várias partes no mundo inteiro visando uma cooperação entre as nações, e não com a população que a cada dia perde o seu poder de aquisição salarial.

Essas duas áreas possuem algo um pouco assustador, pois apesar da agenda 21 continuar em andamento até os dias de hoje, ela continua conflitante devido a implantação do processo dialético, em fim, ela só poderá ser implantada mundialmente se acontecer um “despertar espiritual” em todas as pessoas, ou seja, o governo mundial primeiramente precisa passar por uma reforma espiritual e posteriormente por outra financeira, em outras palavras as pessoas precisam estar totalmente admiradas com a besta para segui-la.

A besta que viste foi e já não é, e há de subir do abismo, e irá à perdição; e os que habitam na terra (cujos nomes não estão escritos no livro da vida, desde a fundação do mundo) se admirarão, vendo a besta que era e já não é, mas que virá. (Apocalipse 17 : 8)



A influencia do bahaismo no parlamento das religiões:


Para que esse “despertar espiritual” se concretize, o parlamento das religiões define metas que serão adotadas em todo o planeta nos mais diversos fóruns religiosos.
O bahaismo possui total influência no parlamento das religiões, basta acessar o link abaixo e observar a figura geométrica no topo do site:

http://www.cpwr.org/


Observe que a figura geométrica no topo do site possui nove pontas. Apenas com esse símbolo já temos dois itens descritos em Apocalipse (13:17) que são: o sinal e o número da besta que é 9.
A marca da Besta já não é mais segredo algum, eles não estão nem disfarçando e nem escondendo nada, mas voltando ao número 9, lembre-se que o número 6 foi invertido por que satanás se transportou para luz. O número nove também está presente em praticamente todo o comercio tentando iludir a população sobre o valor real da mercadoria, por exemplo: lojas que vendem produtos de R$.1,99. Por esse motivo ele passa uma falsa sensação de paz e enganação.

Claro que o parlamento das religiões precisa de um alto financiamento, para isso eles contam com o Banco mundial que pode ser visitado no link abaixo:

http://www.worldbank.org/


A divisão da sociedade global e o objetivo final da agenda 21

A população está sendo divida em dois grandes grupos que são:

1) Aqueles que receberão de satanás uma visão total do governo (os chifres da besta) e o conhecimento necessário para tentar transformar essa fábula de Paraíso na terra em realidade.

2) Aqueles que receberão apenas a visão final do governo e serão guiados pelos chifres da besta.

Essa divisão social formada por: senhores e escravos (ou também poderíamos dizer hipnotizadores e hipnotizados), é chamada pela ONU de “aldeia global”, onde todos devem participar e cooperar com a salvação da mãe gaya.
Isso prova que a marca da besta é um sinal de devoção e amor não só a Besta, mas também um sinal de cooperação e preservação do planeta.

O que está por traz de todos os eventos da agenda 21 são acordos e metas que estão transformando as leis do kitab em realidade, é isso em todas as áreas sociais da humanidade. Para que o assunto não fique extenso de mais, as leis do Kitab pretendem transformar a terra, de forma gradativa, em um paraíso idêntico aos folhetos que são distribuídos pelas testemunhas de Jeová.

26 de dez de 2007

Para onde a Agenda 21 está levando a sociedade

Uma vez que todas as pessoas estejam envolvidas com a prática repetida do processo dialético em todos os setores da sociedade (do berço até o túmulo), então o objetivo global da unidade poderá ser alcançado, pois todos estarão dispostos a colocar de lado suas diferenças para o bem da unidade da humanidade.
Todos os problemas do mundo poderão então ser solucionados pelo homem - sem Deus. Esse é o objetivo dos humanistas e da ONU. As únicas pessoas que obstaculizam esse objetivo utópico são aqueles que se recusam a colocar de lado seus absolutos morais em prol da harmonia mundial.

"Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que agora resiste até que do meio seja tirado."
Tentar impedir o clima de se alterar é fútil e constitui uma má e trágica aplicação de recursos que seriam bem melhor utilizados na resolução de problemas verdadeiros e mais importantes.
CONFERÊNCIA DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO

Capítulo 1

PREÂMBULO


1.1. A humanidade se encontra em um momento de definição histórica. Defrontamos-nos com a perpetuação das disparidades existentes entre as nações e no interior delas, o agravamento da pobreza, da fome, das doenças e do analfabetismo, e com a deterioração contínua dos ecossistemas de que depende nosso bem-estar. Não obstante, caso se integrem as preocupações relativas a meio ambiente e desenvolvimento e a elas se dedique mais atenção, será possível satisfazer às necessidades básicas, elevar o nível da vida de todos, obter ecossistemas melhor protegidos e gerenciados e construir um futuro mais próspero e seguro. São metas que nação alguma pode atingir sozinha; juntos, porém, podemos -- em uma associação mundial em prol do desenvolvimento sustentável.

1.2. Essa associação mundial deve partir das premissas da resolução 44/228 da Assembléia Geral de 22 de dezembro de 1989, adotada quando as nações do mundo convocaram a Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, e da aceitação da necessidade de se adotar uma abordagem equilibrada e integrada das questões relativas a meio ambiente e desenvolvimento.

1.3. A Agenda 21 está voltada para os problemas prementes de hoje e tem o objetivo, ainda, de preparar o mundo para os desafios do próximo século. Reflete um consenso mundial e um compromisso político no nível mais alto no que diz respeito a desenvolvimento e cooperação ambiental. O êxito de sua execução é responsabilidade, antes de mais nada, dos Governos. Para concretizá-la, são cruciais as estratégias, os planos, as políticas e os processos nacionais. A cooperação internacional deverá apoiar e complementar tais esforços nacionais. Nesse contexto, o sistema das Nações Unidas tem um papel fundamental a desempenhar. Outras organizações internacionais, regionais e subregionais também são convidadas a contribuir para tal esforço. A mais ampla participação pública e o envolvimento ativo das organizações não-governamentais e de outros grupos também devem ser estimulados.

1.4. O cumprimento dos objetivos da Agenda 21 acerca de desenvolvimento e meio ambiente exigirá um fluxo substancial de recursos financeiros novos e adicionais para os países em desenvolvimento, destinados a cobrir os custos incrementais necessários às ações que esses países deverão empreender para fazer frente aos problemas ambientais mundiais e acelerar o desenvolvimento sustentável. Além disso, o fortalecimento da capacidade das instituições internacionais para a implementação da Agenda 21 também exige recursos financeiros. Cada uma das áreas do programa inclui uma estimativa indicadora da ordem de grandeza dos custos. Essa estimativa deverá ser examinada e aperfeiçoada pelas agências e organizações implementadoras.

1.5. Na implementação das áreas pertinentes de programas identificadas na Agenda 21, especial atenção deverá ser dedicada às circunstâncias específicas com que se defrontam as economias em transição. É necessário reconhecer, ainda, que tais países enfrentam dificuldades sem precedentes na transformação de suas economias, em alguns casos em meio a considerável tensão social e política.
1.6. As áreas de programas que constituem a Agenda 21 são descritas em termos de bases para a ação, objetivos, atividades e meios de implementação. A Agenda 21 é um programa dinâmico. Ela será levada a cabo pelos diversos atores segundo as diferentes situações, capacidades e prioridades dos países e regiões e com plena observância de todos os princípios contidos na Declaração do Rio sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento. Com o correr do tempo e a alteração de necessidades e circunstâncias, é possível que a Agenda 21 venha a evoluir. Esse processo assinala o início de uma nova associação mundial em prol do desenvolvimento sustentável.
SEÇÃO III - FORTALECIMENTO DO PAPEL DOS GRUPOS PRINCIPAIS

Capítulo 23

PREÂMBULO


23.1. O compromisso e a participação genuína de todos os grupos sociais terão uma importância decisiva na implementação eficaz dos objetivos, das políticas e dos mecanismos ajustados pelos Governos em todas as áreas de programas da Agenda 21.
23.2. Um dos pré-requisitos fundamentais para alcançar o desenvolvimento sustentável é a ampla participação da opinião pública na tomada de decisões. Ademais, no contexto mais específico do meio ambiente e do desenvolvimento, surgiu a necessidade de novas formas de participação. Isso inclui a necessidade de indivíduos, grupos e organizações de participar em procedimentos de avaliação do impacto ambiental e de conhecer e participar das decisões, particularmente daquelas que possam vir a afetar as comunidades nas quais vivem e trabalham. Indivíduos, grupos e organizações devem ter acesso à informação pertinente ao meio ambiente e desenvolvimento detida pelas autoridades nacionais, inclusive informações sobre produtos e atividades que têm ou possam ter um impacto significativo sobre o meio ambiente, assim como informações sobre medidas de proteção ambiental.
23.3. Toda política, definição ou norma que afete o acesso das organizações não-governamentais ao trabalho das instituições e organismos das Nações Unidas relacionado com a implementação da Agenda 21, ou a participação delas nesse trabalho, deve aplicar-se igualmente a todos os grupos importantes.
23.4. As áreas de programas especificadas adiante referem-se aos meios para avançar na direção de uma autêntica participação social em apoio dos esforços comuns pelo desenvolvimento sustentável.
Artigos complemtentares:
A farsa do aquecimento global na conferência climática de bali
Um dos objetivos finais da Agenda 21: usar as alterações climáticas para estabelecer a Nova Ordem Mundial.

25 de dez de 2007

Conferência Climática de Bali

Carta aberta ao secretário-geral das Nações Unidas e aos chefes de Estado que subscreveram o acordo para novo tratado

É impossível deter as alterações climáticas, um fenômeno natural que tem afetado a humanidade através dos tempos. Os testemunhos históricos, geológicos, arqueológicos, orais e escritos provam todos os desafios fundamentais que as sociedades antigas tiveram de enfrentar perante alterações imprevistas de temperatura, de precipitação, de vento e de outras variáveis climáticas. Devemos consequentemente preparar as nações para resistir a todos estes fenômenos naturais promovendo o crescimento econômico e a criação de riqueza.

O Intergovernmental Panel on Climate Change (IPCC) tem publicado conclusões cada vez mais alarmistas sobre a influência climática do CO2 de origem humana, um gás não poluente que é essencial à fotossíntese das plantas. Embora compreendamos os argumentos que levaram a considerar as emissões de CO2 como perigosas, as conclusões do IPCC são absolutamente injustificadas e não devem conduzir a políticas que vão reduzir significativamente a prosperidade futura. Em especial, não foi estabelecido que seria possível modificar significativamente o clima global reduzindo as emissões humanas de gases com efeito de estufa. Acima de tudo, porque as tentativas de reduzir emissões vão retardar o desenvolvimento, a abordagem atual da ONU sobre a redução do CO2 é susceptível de agravar o sofrimento humano devido às alterações climáticas futuras em vez de o reduzir.

O Resumo das decisões Políticas do IPCC é o documento mais consultado pelos políticos e pelos não-cientistas e está na base da maior parte das decisões políticas sobre as alterações climáticas. Contudo, este resumo é preparado por um núcleo relativamente restrito de redatores e a sua versão final é aprovada linha a linha por representantes dos governos. A grande maioria dos contribuintes e revisores do relatório [geral do IPCC] e das dezenas de milhares outros cientistas qualificados que comentam sobre esta matéria não estão implicados na preparação deste documento [do Resumo]. O Resumo não pode por conseguinte ser considerado como representativo de um consenso de especialistas.

Contrariamente à impressão dada pelo resumo das decisões políticas, do IPCC são as seguintes:

* As observações recentes dos fenômenos como o aumento do nível do mar e a migração das espécies não testemunham uma alteração climática anormal porque nenhuma destas alterações está para além dos limites da variabilidade natural que conhecemos.




* O ritmo médio de aquecimento de 0,1 ºC/década a 0,2 ºC/década registado pelos satélites nas últimas décadas do século XX está dentro dos limites de aquecimento e de arrefecimento observado nos últimos 10 mil anos.



* Cientistas de primeiro plano, incluindo representantes importantes do IPCC, reconhecem que os atuais modelos inormativos não podem prever o clima. Assim, e apesar das projeções dos computadores de um aumento de temperatura, não tem havido aquecimento global desde 1998. O patamar de temperatura atual que se seguiu a um período de aquecimento no final do século XX está de acordo com ciclos naturais.

* Exatamente oposto à afirmação frequentemente repetida de que na ciência do clima "terminou o debate", um número importante de novas publicações em revistas com revisão pelos pares coloca cada vez mais em dúvida a hipótese de um aquecimento perigoso de origem humana. Mas como os grupos de trabalho do IPCC tiveram instruções para examinar as publicações [somente] até Maio de 2005 (cf. instruções IPCC ) as posteriores conclusões importantes não estão incluídas no seu relatório; o que quer dizer que os relatórios de avaliação do IPCC são baseados em resultados já obsoletos.

A conferência sobre o clima de Bali foi destinada a conduzir o Mundo pelo caminho de uma restrição severa de CO2, ignorando as lições evidentes que se podem tirar do malogro do Protocolo de Kyoto, o caos no mercado de transferências de CO2 estabelecido pela Europa e a ineficácia de outras iniciativas dispendiosas destinadas a reduzir as emissões de gases com efeito de estufa.
Análises custo-benefício objetivas desacreditam a introdução de medidas globais destinadas a limitar e a reduzir o consumo de energia para reduzir as emissões de CO2. Além disso, é irracional aplicar o "princípio da precaução" porque numerosos cientistas reconhecem que um arrefecimento ou um aquecimento são ambos procedentes e realistas para o clima a médio prazo.

O esforço atual da ONU para "combater as alterações climáticas", como é apresentado no Relatório sobre o Desenvolvimento Humano do Programa de Desenvolvimento da ONU, de 27 de Novembro de 2007, desvia a atenção dos governos para a ameaça de alterações climáticas inevitáveis sob as suas diferentes formas. É necessária a planificação nacional e internacional perante tais mudanças, ajudando prioritariamente os cidadãos mais vulneráveis a adaptar-se às condições futuras. Tentar impedir o clima de se alterar é fútil e constitui uma má e trágica aplicação de recursos que seriam bem melhor utilizados na resolução de problemas verdadeiros e mais importantes.





Leia também:




23 de dez de 2007

Sobre o domínio da mídia digital

O processo de Globalização tecnológico é ao mesmo tempo tumultuado e organizado. Para que o aparelho de comunicação integrado (Computador, telefone e TV) possa finalmente ser vendido várias empresas do ramo de tecnologia trabalham em total cooperação com o governo da besta.

Noticias Dezembro 2007

Linux x Microsoft – O software para a tv do futuro precisa da cooperação dessas duas empresas, pois o sistema operacional precisa ser carregado rapidamente quando a Tv for ligada, mas quem possui esse código é o Linux, por exemplo: o Sistema operacional kurumim é totalmente carregado apenas por um cd, e por outro lado o programa precisa ter a praticidade do windows.

Notícia:
Microsoft assina acordo para software de código aberto

A empresa permitirá, deste modo, que os editores independentes de softwares tenham acesso à documentação técnica necessária para desenvolver produtos compatíveis com o sistema operacional Windows.

http://www1.folha.uol.com.br/folha/informatica/ult124u357305.shtml

xxxxxxxxxxxxxxx

Em quanto o novo sistema operacional não fica pronto. O software ginga promete um pouco de interatividade para o usuário da Nova Era Digital:

Interatividade na TV digital chega em julho, afirma Gradiente

A Gradiente confirmou que, até março do ano que vem, lançará um conversor para TV digital compatível com o Ginga, padrão do sistema que promoverá a interatividade.
O "Ginga" que está sendo testado nos aparelhos da empresa chama-se AstroTV e é desenvolvido pela TQTVD. O programa promete interação local, uma experiência parecida com a dos guias de programação de TV por assinatura
.

O processo de globalização tecnológico é progressivo, ou seja, as pessoas são induzidas ao consumo de uma determinada tecnologia que posteriormente será descartada em nome de outra.


http://www1.folha.uol.com.br/folha/informatica/ult124u356829.shtml



xxxxxxxxxxxxxxxx

Software e Hardware andam juntos na informática, por esse motivo a IBM comprou a SIT para desenvolver uma memória capaz de carregar o sistema operacional por completo em segundos:


IBM compra empresa Solid Information Technology

O grupo americano IBM anunciou na sexta-feira (21) a compra da empresa Solid Information Technology, especializada em programas para bases de dados em memória. As companhias não citaram o valor da compra.
Os programas da Solid Information Technology, empresa com sede na Califórnia e na Finlândia, garantem acesso rápido a dados da memória RAM de um computador, explicou a IBM.

http://www1.folha.uol.com.br/folha/informatica/ult124u357457.shtml

xxxxxxxxxxxxxxxxx

Internet pra todo mundo em 2010! É lógico que surgirão barreiras durante o processo ou até mesmo que isso realmente seja possível. Mas com todo essa tecnologia os Cristãos verdadeiros terão a última chance de divulgar o Apocalipse para humanidade…

Teles fecham acordo para levar internet a todo o país até 2010
O governo e as empresas de telefonia fixa concluíram as negociações para levar internet a todas as escolas e municípios brasileiros até 2010. O programa terá duas frentes. No primeiro, as empresas levarão redes de banda larga a todas as cidades em até três anos. A rede porém, chegará até a entrada do município, e caberá a outras empresas levar o serviço até o consumidor.


http://www1.folha.uol.com.br/folha/dinheiro/ult91u357325.shtml

xxxxxxxxxxxxxx

Infelizmente depois disso a população já estará apta para aderir o consumismo desnecessário e todas as técnicas de manipulação finalmente poderão ser executadas na nova mídia digital:

TV digital: publicidade irá muito além do comercial de 30 segundos

Se o usuário gostar da roupa que uma atriz está usando na novela, será possível, pelo menos tecnologicamente, comprar essa roupa em um clique. “Um ícone pode aparecer no canto da tela, indicando que a aquele produto está à venda. Quem quiser saber mais clica, quem não quiser continua assistindo a novela sem interrupções”, exemplifica Rodrigo Araújo, direto da EITV, desenvolvedora de software para TV digital.

http://idgnow.uol.com.br/telecom/2007/11/24/idgnoticia.2007-11-24.5876066434/



xxxxxxxxxxxxxx

Mesmo antes de tudo estar pronto o FBI começa a criar uma espécie de ditadura digital:

22/12/2007 - 16h09
FBI prepara maior banco de dados biométrico do planeta


A polícia federal norte-americana desenvolve um banco de dados biométricos sem precedentes, que já conta com dezenas de milhões de fotos e impressões digitais. Foi o que anunciou neste sábado o porta-voz do FBI Richard Kolko.
Quando concluído, o projeto deverá dar ao governo norte-americano uma capacidade única para identificar suspeitos de crimes, tráfico ou terrorismo em todo o mundo, disse Kolko.

Na globalização entende-se por terrorista todo aquele que não estiver disposto a cooperar em nome do bem comum.

http://www1.folha.uol.com.br/folha/informatica/ult124u357519.shtml
xxxxxx

Globalização é isso! Centena de eventos que acontecem na velocidade da luz e mal temos tempo para percebe-los.

22 de dez de 2007

O falso arrebatamento

Além dos eventos que estão sendo aguardados pela ONU para o dia da revelação, ainda temos o perigo eminente de um falso arrebatamento.
A Besta do Abismo também pretende imitar o acontecimento que ocorreu durante a ressurreição do Senhor Jesus descrito no versículo abaixo:

E abriram-se os sepulcros, e muitos corpos de santos que dormiam foram ressuscitados; (Mateus 27 : 52)

Abaixo a profecia de Baha’u’’llah sobre o dia da revelação:

"Dize: Já se ergueu o brado e o povo saiu das sepulturas, levantando-se e olhando a seu redor. Alguns apressaram-se a atingir a corte do Deus de Misericórdia..." ( do livro: Seleção dos Escritos de Baha'u'llah).

Essa profecia Baha’i nos diz que algumas pessoas que foram fiéis e trabalharam em nome do processo de unificação das religiões sairão de seus túmulos, ou manifestarão algum sinal diante de toda a terra, além de supostamente subirem para o céu.

Esse assunto é tão grave que o Senhor Jesus também nos advertiu para ficarmos atentos para esses acontecimentos

Portanto, se vos disserem: Eis que ele está no deserto, não saiais. Eis que ele está no interior da casa; não acrediteis. (Mateus 24 : 26)

Esse versículo diz algo muito importante: “No interior da casa”. Com a chegada da TV digital e futuramente o aparelho de comunicação integrado (Computador, telefone e TV) esses eventos poderão ser vistos em qualquer lugar, também não se pode descartar a possibilidade de usarem efeitos tecnológicos para tapear uma boa parte da humanidade.

Dentre esses mortos, que supostamente aparecerão, um que merece destaque é o Papa João Paulo II. No próprio site do vaticano existe um link onde as pessoas do mundo inteiro podem ver a sua Tumba através da Internet e confortavelmente em casa.


http://www.vaticanstate.va/IT/Monumenti/webcam/index?cam=webcam2&testo=Tomba%20di%20Giovanni%20Paolo%20II

O Papa João Paulo II cooperou totalmente com o governo mundial, e além disso Baha’u’llah enviou uma epístola para o papa de sua época que não entendeu absolutamente nada do que ele estava falando. Isso ocorreu por que essa epístola não era para ele, e sim para quem for o Papa no dia da revelação.
Nesse “grande dia” seja quem for o papa será o líder mundial de todas as religiões, ou seja, o falso profeta. Isso é tão real que o Papa Bento XVI já declarou a supremacia das religiões cristas e agora conta com o apoio da igreja ortodoxa, com isso ele prepara o caminho para si mesmo, ou o seu Sucessor.

O versículo de Mateus 24:26 também fala de sinais no deserto. Bom! No Brasil não temos desertos, mas temos o sertão. A devoção ao Padre Cícero no Brasil é muito forte e os fiéis também freqüentemente fazem orações em seu túmulo como se pode ver na foto abaixo:


Mesmo que de forma indireta o Padre Cícero também cooperou com a Nova Ordem Mundial e poderá ser um dos escolhidos para ressurreição. Ora, com tantos santos católicos aparecendo o Parlamento das religiões, que já se encontra em fase de conclusão, definitivamente vai declarar a igreja católica como a verdadeira e única igreja de Jesus na terra.

Além desses sinais, alguns líderes do catolicismo tem o péssimo gosto de adoração aos mortos que é mais conhecido como necrocatolicismo romano. No meio de tantas coisas estranhas acontecendo, pode-se esperar que apareça algum sinal no meio dessas “relíquias” de mal gosto espalhadas pela mundo também.
Por isso não se espante se algum dia você ligar o seu computador, TV digital ou celular e ver algumas almas voando para as regiões celestiais do mal com uma “discreta” ajuda tecnológica.



Fontes:

http://www.camara.gov.br/inacioarruda/pronunciamentos/padrecicero.htm
http://www1.folha.uol.com.br/folha/bbc/ult272u313294.shtml

19 de dez de 2007

O Parlamento Mundial das Religiões

O parlamento das religiões a babilônia dos deuses e uma iniciativa da UNESCO!
E vos tenho enviado todos os meus servos, os profetas, madrugando, e insistindo, e dizendo: Convertei-vos, agora, cada um do seu mau caminho, e fazei boas as vossas ações, e não sigais a outros deuses para servi-los; e assim ficareis na terra que vos dei a vós e a vossos pais; porém não inclinastes o vosso ouvido, nem me obedecestes a mim. (Jeremias 35 : 15)
“Uma visão holística nos leva a uma profunda consciência ecológica que nos faz indagar questões profundas quanto ao tipo de sociedade, tipo de educação e tipo de religião é útil para todos os povos (e não para DEUS) que vivem na superfície da Terra”- (pensamentos da ONU).
O texto abaixo deixa claro que a ONU está aguardando com grande ansiedade a chegada dos salvadores de todos os problemas da humanidade.

Hans Küng
Teólogo ecumênico holandês e autor de diversas obras, dentre as quais, Projeto de Ética Mundial, Edições Paulina.
A história de um dos documentos mais importantes do final do século XX, contada por um de seus principais criadores.O Conselho para um Parlamento das Religiões do Mundo em Chicago delegou-me a função de desenvolver um esboço de uma Declaração das Religiões para uma Ética Global. Essa foi para mim uma tarefa extremamente difícil. Em todo caso, depois de ter que lidar com os problemas semelhantes durante um semestre inteiro (1992), num colóquio interdisciplinar com participantes de várias religiões e continentes tive condições de produzir um esboço inicial e enviá-lo a vários colegas e amigos para correção.
Este primeiro rascunho recebeu ampla aprovação daqueles a quem foi enviado. Ao mesmotempo, dezenas de sugestões para correções formais, bem como de conteúdo, foram dadas.Levei-as em consideração o mais cuidadosamente possível, num segundo esboço; dessamaneira, o texto ganhou em precisão.
Desejo estender meus sinceros agradecimentosàqueles que participaram deste importante projeto, seja no colóquio interdisciplinar ou emcolaboração desde o início, por meio de correspondência. Gostaria de indicar aqui, de modo breve, os princípios que me guiaram nessa tarefa.
1.Em primeiro lugar, esta deveria ser uma declaração das religiões, que poderia mais tardeser seguida por uma declaração geral (como, por exemplo, no âmbito da UNESCO).
2.Numa declaração para uma ética mundial, o foco não poderia incidir sobre o plano das leis, direitos codificados e parágrafos recorríveis (como no caso dos direitos humanos,por exemplo), ou no plano político, de sugestão de soluções concretas (como na crise dadívida do Terceiro Mundo), mas apenas no nível ético: o âmbito dos valores agregativos,padrões irrevogáveis e atitudes interiores fundamentais. É claro que esses três níveisestão relacionados entre si.
3.Houve sugestões para tornar a declaração mais "religiosa". Contudo, novas dificuldades resultariam daí. Se, por exemplo, falássemos "em nome de Deus", a priori excluiríamos os Budistas. Além do mais, não há consenso sobre a definição do que é "religião".
Em todo caso, referi-me claramente à dimensão da transcendência, sem forçar a anuência dosnão religiosos, que esta declaração deve incluir.
4.Por outro lado, houve sugestões para tornar a declaração menos "religiosa". Contudo, se as religiões, em essência, apenas repetissem os princípios da Declaração dos Direitos Humanos das Nações Unidas, tal declaração se tornaria supérflua; uma ética é mais do que um conjunto de direitos. É claro que nossa Declaração para uma Ética Global podeser um apoio ético à Declaração dos Direitos Humanos da ONU.
De fato, é totalmentedesejável que a UNESCO ou a ONU, assim que possível, também apresentem umaDeclaração para uma Ética Global.
5.A declaração deve ser capaz de produzir consenso. Portanto, devem-se evitar afirmações que a priori seriam rejeitadas por uma das grandes religiões e,conseqüentemente, questões morais controvertidas (como aborto ou eutanásia) tiveramde ser excluídas.
6.Esta deve ser uma declaração formulada em linguagem amplamente compreensível, o que evitará argumentos técnicos e jargões, e passível de tradução em diversos idiomas.Parece-me ser mais compreensível começar com definições negativas e, em seguida,mudar para afirmações positivas.
Esta declaração foi assinada pela maioria dos quase duzentos delegados das religiões mundiais que participaram do Parlamento das Religiões do Mundo, ocorrido no centenário do primeiro Parlamento Mundial das Religiões, em Chicago, em 1893.
O Parlamento das Religiões do Mundo de 1993 (com a participação de 6.500 pessoas) ocorreu entre 28 de agosto e 4 de setembro de 1993 em Chicago, e esta declaração foi solenemente proclamada em 4 de setembro de 1993.
Considerações explicativas – O mundo está experimentando uma crise fundamental: acrise na economia global, na ecologia global e na política global. A falta de grandes visões, o emaranhado dos problemas não resolvidos, a paralisação política, lideranças políticas medíocres com pouca visão interior e exterior e, em geral, muito pouco senso de bem comum são vistos por toda parte. Há muitas respostas antigas para novos desafios.Centenas de milhões de seres humanos em nosso planeta sofrem cada vez mais com odesemprego, pobreza, fome e a destruição de suas famílias.
A esperança de uma paz duradoura entre as nações afasta-se de nós. Há tensões entre os sexos e as gerações.Crianças morrem, matam e são mortas. Cada vez mais países são abalados pela corrupção na política e nos negócios. É cada vez mais difícil viver pacificamente em nossas cidades,devido aos conflitos sociais, raciais e éticos, o abuso de drogas, o crime organizado e até aanarquia. Mesmo vizinhos freqüentemente vivem com medo uns dos outros. Nosso planetacontinua a ser impiedosamente pilhado. Um colapso dos ecossistemas nos ameaça.
Repetidamente, vemos líderes e membros de religiões incitar a agressão, o fanatismo, o ódio e a xenofobia – e até inspirar e legitimar conflitos violentos e sangrentos.
A religião é muitas vezes usada apenas para fins de poder político, incluindo a guerra. Estamos desgostosos.Condenamos esses males e declaramos que eles não são inevitáveis. Já existe, nosensinamentos religiosos do mundo, uma ética que pode conter a dor global. É evidente queessa ética não oferece solução direta para todos os imensos problemas mundiais. Mas proporciona fundamentos morais para uma melhor ordem individual e global – uma visão que pode afastar mulheres e homens do desespero, e a sociedade, do caos.
Somos pessoas comprometidas com os preceitos e práticas das religiões do mundo.Confirmamos que já existe um consenso entre elas, que pode ser a base para uma ética global – um consenso fundamental mínimo a respeito de valores agregativos, padrõesirrevogáveis e atitudes morais fundamentais.
1.Nenhuma ordem mundial melhorará sem uma ética global.Nós, mulheres e homens de várias religiões e regiões da terra nos dirigimos aqui a todas aspessoas, religiosas e não religiosas, pois compartilhamos as seguintes convicções: que todos somos responsáveis por uma ordem mundial melhor; que a luta pelos direitos humanos, liberdade, justiça, paz e preservação da terra é justa e necessária; que nossas diferentes religiões e tradições culturais não devem impedir nosso envolvimento comum em oposição a todas as formas de desumanidade e o trabalho para uma maiorhumanização; que os princípios expressos nesta declaração podem ser afirmados por todas as pessoas com convicções éticas, religiosamente fundamentadas ou não; que nós, como mulheres e homens religiosos que baseamos nossas vidas numa realidade última, e que dela tiramos força espiritual e esperança por meio da fé, da oração ou meditação, em palavras ou silêncio temos, contudo, uma responsabilidade muito especial pelo bem-estar de toda a humanidade.
Depois de duas guerras mundiais, do colapso do fascismo, nazismo, comunismo ecolonialismo, e do fim da guerra fria, a humanidade entrou numa nova fase de sua história.Ela tem hoje suficientes recursos econômicos, culturais e espirituais para instaurar umaordem mundial melhor. Mas novas tensões étnicas, nacionais, sociais e religiosas ameaçam a construção pacífica de um mundo assim. Nossa época experimentou um progressotecnológico nunca antes ocorrido, e, no entanto ainda somos confrontados pelo fato de quea pobreza, a fome, a mortalidade infantil, o desemprego, a miséria e a destruição danatureza, em âmbito mundial, não diminuíram, mas aumentaram.
Muitas pessoas estão ameaçadas pela ruína econômica, desordem social, marginalização política e pelo colapso nacional.Em tal situação crítica, a humanidade não precisa apenas de ações e programas políticos,mas também de uma visão de convívio pacífico entre as pessoas, grupos étnicos e éticos ereligiões; precisa de esperanças, metas, ideais, referências. Mas estes escaparam das mãosdas pessoas ao redor do mundo.
Será que as religiões, contudo, apesar de suas freqüentesfalhas históricas, não têm a responsabilidade de demonstrar que tais esperanças, ideais ereferências podem ser cultivados, defendidos e vividos? Isso é especialmente verdadeiro emrelação ao Estado moderno: exatamente porque ele garante a liberdade de consciência ereligião, e precisa de valores agregativos, convicções e normas que sejam válidos para todas as pessoas, não importando a sua origem social, cor da pele, idioma ou religião.
Estamos convencidos da unidade fundamental da família humana. Portanto, rememoramos a Declaração Universal dos Direitos Humanos das Nações Unidas de 1948. Aquilo que elaformalmente proclamou em termos de direitos, gostaríamos de confirmar e aprofundar aqui,na perspectiva de uma ética: a integral realização da dignidade intrínseca da pessoahumana, da liberdade inalienável, da igualdade de todas as pessoas, e a necessáriasolidariedade de toda a humanidade.Baseados em experiências de vida pessoal e na história opressiva de nosso planeta aprendemos: que uma ordem mundial melhor não pode ser criada ou, efetivamente, respeitada apenas por meio de leis, prescrições e convenções;que a realização da justiça em nossas sociedades depende do discernimento e da prontidão para agir justamente; que ações em favor de direitos presumem uma consciência de dever, e que, portanto devemos nos dirigir tanto às mentes quanto aos corações das mulheres e homens; que direitos sem moralidade não podem durar muito, e que não haverá uma ordem mundial melhor sem uma ética global.
Não entendemos ética global como uma única religião acima de todas as demais, ecertamente não como a dominação de uma religião sobre todas as outras. Por ética global entendemos um consenso fundamental sobre valores unificadores, patamares incondicionais e atitudes pessoais. Sem tal consenso ético básico, qualquer comunidade será cedo ou tarde ameaçada pelo caos ou ditadura.
Maiores informações sobre o parlamento das religiões:
Sites sobre o parlamento:
http://www.parliamentofreligions2009.org/home.php (observe o sinal da besta nesse site)
http://www.cpwr.org/ (este também possui o sinal da besta, mas creio que o site saiu fora do ar)
http://www.comitepaz.org.br/religioes_1.htm (artigos burocráticos da UNESCO sobre o parlamento)
(*) Tanto a besta de 10 chifres como a besta de 2 chifres possuem poderes sobre naturais

17 de dez de 2007

Tectoy: pronta para a TV Digital

Em quanto o aparelho de comunicação integrado não fica pronto a Tectoy cria o Mob TV. Afinal, agora vale tudo para satisfazer os desejos do Governo da Besta.


A Tectoy prepara para dezembro próximo - mês previsto para i início TV digital comercial no Brasil, na cidade de São Paulo - o lançamento do MobTV, receptor móvel de TV digital que pode ser conectado a microcomputadores de mesa e notebooks.
O novo produto utiliza o padrão one-seg, lançado no Japão no ano passado para a transmissão de sinais de TV digital em MPEG4 para equipamentos móveis, como computadores e TVs portáteis e telefones celulares. Com design compacto e prático, o MobTV deve ser conectado a uma porta USB 2.0. Ele transforma o micro num aparelho de TV digital em qualquer lugar, com imagem e som de qualidade, sem chuviscos, fantasmas ou chiados, embora sujeitos às regiões de sombra resultantes das transmissões.
"Com a entrada no mercado de TV digital, a Tectoy não só inaugura uma nova linha, mas já abre caminho na frente na inovação. O MobTV vai habilitar a TV digital em computadores, com alto potencial de inclusão digital em um futuro próximo", afirma André Faure, Gerente Geral de Marketing da empresa.
Entre as funcionalidades do MobTV estão scan automático de canais, live pause (pausas na programação ao vivo), três opções de tamanho de tela e legendas (se disponibilizadas pela emissora). Além disso, graças ao recurso timeshift, o usuário pode gravar seus programas favoritos de TV no disco rígido. O MobTV é compatível com Windows XP e Vista e estará disponível nas grandes lojas de varejo ainda em dezembro de 2007, ao preço sugerido de R$ 369,00.

Além da TV digital II

“...É evidente que as décadas de um futuro próximo verão a integração das tecnologias da informática, telefonia e televisão num único sistema unificado de comunicação e informação, cujos aparelhos estarão disponíveis em larga escala e a baixo custo...”(comunidade internacional Bahá’i )
A integração dessa tecnologia já esta presente nos computadores modernos que possuem TV, internet, rádio e telefonia. Em pouco tempo finalmente teremos esse aparelho em todos os lugares imagináveis e nos mais diversos modelos.
Nessa seção vamos acompanhar a miniaturização dos componentes eletrônicos até que todos caibam em um único aparelho. E assim surgirá o aparelho de comunicação integrado, o tudo em um da era digital.


Todas as etapas de mudança do comportamento contam com a nova mídia digital para imbecilizar a humanidade.
16/05/08 - TouchWall é PC na parede, revela Gates
10/01/08 - Google e matsuhita se unem para lançar TV digital com telefone

07/01/08- Bil gates anuncia início da II década digital. http://apocalipsetotal.blogspot.com/2008/01/bill-gates-anuncia-incio-de-uma-segunda.html

23/12/07- Sobre o domínio da mídia digital - Empresas que estão cooperando para a criação do aparelho de comunicação integrado
http://apocalipsetotal.blogspot.com/2007/12/sobre-o-domnio-da-mdia-digital.html

17/12/07 - Tec toy: Pronta para a TV digital em computadores
http://apocalipsetotal.blogspot.com/2007/12/tectoy-pronta-para-tv-digital.html

08/12/07 – Supercomputadores em um único chip
http://apocalipsetotal.blogspot.com/2007/12/supercomputadores-em-um-nico-chip.html

13/10/07 – Tv digital no celular
http://apocalipsetotal.blogspot.com/2007/10/como-funcionar-tv-aberta-no-celular-no.html

19/10/07 – Além da TV digital
http://apocalipsetotal.blogspot.com/2007/10/alm-da-tv-digital.html

15 de dez de 2007

Os 10 chifres da Besta


Os A besta de 10 chifres, ou Anticristo e seus nove mestres eleitos, receberão poderes especiais da besta do Abismo e se transformarão em meta-humanos.

E os dez chifres que viste são dez reis, que ainda não receberam o reino, mas receberão poder como reis por uma hora, juntamente com a besta. (Apocalipse 17 : 12)

A série americana Heroes, que foi apresentada aqui no Brasil pela TV Record, ajudou no condicionamento da população em aceitar o anticristo e seus 9 mestres eleitos como verdadeiros “heróis” da humanidade:

Resumo do artigo:
A Série 'Heroes' Retrata Personagens Que São 'Portadores' Incumbidos de Salvar a Humanidade Durante o Difícil Período de Transição Planetária e do Aparecimento do 'Cristo'

Estão as pessoas sendo condicionadas a aceitar o tipo específico de possessão demoníaca conhecida como 'portadores'? A nova série da NBC "Heroes" parece retratar pessoas comuns que subitamente descobrem que possuem incríveis poderes físicos, mentais e ocultos. Quando assisti ao primeiro episódio, subitamente percebi que cada um dos personagens não estava exibindo poderes e habilidades comuns aos seres humanos, mas poderes do ocultismo!

http://www.espada.eti.br/n2159.asp


Essas pessoas são chamadas por Baha’u’llah de “Líderes Morais”.Os lideres devem possuir uma visão clara sobre o objetivo final do governo mundial que pode ser resumindo em uma espécie de Jardim do Éden, onde as pessoas supostamente viverão na cidade com avanços tecnológicos e preservando o verde. A comunidade viverá basicamente sobre as regras de uma economia totalmente agrícola e cooperando com a nova legislação mundial, elaborada pelos Líderes Morais na assembléia consultiva mundial.

Os ocultistas praticantes de maçonaria e cabala também possuem os mesmos objetivos da Nova Ordem Mundial de Baha’u’llah. A diferença é que a Besta de 10 chifres é representada de outra forma sem o uso das esferas bahá’is:



Na árvore da vida acima os 10 reis estão divididos em três grupos de 3 ( 3 –3 –3 ) o Anticristo encontra-se em um nível mais elevado que os demais, por esse motivo ele está separado do grupo (1).

Cada uma das esferas que representam os 9 líderes possuem um símbolo religioso pagão da nova era. Isso indica que todos eles são pessoas espirituais. O Anticristo, representado pela coroa, está em total alinhamento com o cristo cósmico em plano de fundo. É importante observar que o cristo cósmico possui asas, ou seja, ele é um farsante, pois o Senhor Jesus não possui asas.

Os líderes morais limitam o pensamento da sociedade
Um outro objetivo desses líderes pensantes é limitar o pensamento de todas as outras pessoas através do processo dialético, onde cada grupo dever ver apenas o seu próprio interesse pessoal; por exemplo:
Tese (Capitalistas) = Vender, vender e vender criando necessidades desnecessárias para a humanidade através de avanços tecnológicos progressivos.
Antítese (Comunistas) = usar especialmente a luta de classes para garantir o direito mínimo (e não ideal) da comunidade global para consumir as necessidades desnecessárias criadas pelo capitalismo. Claro que isso resulta em dívidas intermináveis.
Síntese: Compete aos 9 lideres espirituais elaborarem propostas e ao Anticristo exercer o seu poder para resolver os consensos em nome do “bem comum” de todos.

13 de dez de 2007

Nem mesmo cuba resiste ao governo mundial

O governo comunista de cuba começa a se transformar no governo global cooperativo e dialético da ONU.


E, se aqueles dias não fossem abreviados, nenhuma carne se salvaria; mas por causa dos escolhidos serão abreviados aqueles dias. (Mateus 24 : 22)

O governo cubano assinará dois importantes acordos internacionais de direitos humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), anunciou o ministro cubano das Relações Exteriores, Felipe Pérez Roque.

Segundo o ministro, Havana assinará no início de 2008 o Pacto Internacional de Direitos Humanos, Sociais e Culturais, e o de Direitos Civis e Políticos, ambos no contexto da Carta Internacional dos Direitos Humanos.
Os compromissos internacionais consagram a liberdade de expressão e associação, e diversos direitos, como o de viajar ao exterior.
"Esta decisão reflete nosso desejo de cooperação total com a ONU, na base do respeito à nossa soberania nacional e o direito do povo cubano à autodeterminação", declarou Pérez Roque, em uma entrevista coletiva.
No momento em que o ministro falava, seguidores do governo intimidavam um grupo de manifestantes que pedia por mais liberdade. Os manifestantes foram ameaçados e sofreram empurrões, até que o protesto foi dissolvido.
Ao mesmo tempo, as Damas de Branco, esposas e mães de presos políticos, realizaram um protesto inédito em frente ao Parlamento cubano, e fizeram uma passeata pela libertação imediata de seus familiares.
'Primeiro passo'
Segundo o correspondente da BBC em Havana Michael Voss, fontes diplomáticas descreveram o anúncio da assinatura dos acordos como "um primeiro passo importante" no que poderia ser uma abertura do regime comunista cubano.
Mas o correspondente observou que existem expectativas sobre como o regime reconhecerá os direitos estabelecidos nos dois pactos. Cuba acusa os dissidentes de serem "mercenários" dos Estados Unidos.
Na terça-feira, 10 de dezembro, a ONU comemorou os 59 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, que também faz parte da Carta da ONU. Para o chanceler cubano, Pérez Roque, Cuba festejou a data "de cabeça erguida".

12 de dez de 2007

Onde a Besta será adorada?

O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no santuário de Deus, querendo parecer Deus. (II Tessalonicenses 2 : 4)

Os maçons não possuem interesse em reconstruir o Templo de Salomão. O que causou essa pequena confusão foi atribuir o versículo de II Tessalonicenses 2:4 ao Anticristo e não a Besta do Abismo.


Existem duas razões para que a Besta seja adorada em Haifa:

1) O santuário de Baha’u’llah está localizado na cidade de Acre:

Acre é uma cidade de Israel, situada na região da Galileia, a norte da Baía de Haifa, na costa do Mediterrâneo localizada num promontório próximo do Monte Carmelo.

Abaixo uma foto do santuário de Baha’u’llah, observe como renfã é adorado explicitamente no jardim:





No velho testamento encontramos várias passagens e versículos com referência a esse local sagrado. O Carmelo era sem dúvida, o monte onde vários profetas prestaram culto a Deus. Os principais foram Elias e seu discípulo Eliseu, mas existiam também diferentes pessoas que se retiravam nas covas da montanha para seguir uma vida eremita. Ele também foi motivo de divisão entre os seguidores de Baal e do Nosso Deus verdadeiro, onde o Profeta Elias lançou o desafio e destruiu os profetas de baal. Em breve teremos novamente outra divisão entre os Adoradores da Besta e do Senhor Jesus.

O que está acontecendo nos dias atuais é que satanás está utilizando todo o seu poder sobrenatural, descrito em várias passagens da Bíblia, para estabelecer a nova ordem mundial.

2) O santuário de Nossa Senhora do Monte Carmelo também se encontra em Haifa.

A segunda parte do plano de unificação das religiões conta com uma aparição Mariana. A Igreja de Nossa Senhora do Carmo, também chamada de Igreja de Nossa Senhora do Monte Carmelo, foi construída, em 1885, no cimo de uma colina no Carmelo. Além de tudo isso esses espíritos sempre estão mandando “recadinhos” através de (*) canalizações que posteriormente chegam ao ouvido do Papa confirmando que esse evento acontecerá.


Outra razão para que a Besta não fizesse o seu santuário em Jerusalém são as testemunhas mártires. Quando elas derem seu testemunho o poder de Deus estará em toda a Jerusalém. Como a Besta poderia resistir e vencer, mesmo que temporariamente, o poder de DEUS se estiverem no mesmo local? Ora, a própria presença do Senhor Jesus atormenta os demônios:

E eis que clamaram, dizendo: Que temos nós contigo, Jesus, Filho de Deus? Vieste aqui atormentar-nos antes do tempo? (Mateus 8 : 29)

No mínimo tanto a Besta do Abismo,a Rainha dos Céus ou o demônio estrela renfã devem ficar bem longe do poder de DEUS. Veja no mapa a localização de Haifa e Jerusalém:


Sem dúvida alguma se a Besta do Abismo e as testemunhas estivessem no mesmo local não seria necessária nenhuma batalha para acabar com o trio unificador da ONU.

Obs.:O santuário do Báb é a porta principal de todo o ritual de magia que acontecerá no dia da revelação e posteriormente Baha’u’lah será acordado no seu santuário.

Fontes:

(*) Essa técnica é usada tanto no espiritismo como em alguns segmentos do catolicismo romano para “conversar” com seres que habitam nas potestades e regiões celestiais do mal.


http://whc.unesco.org/en/list/1042

No link abaixo pode-se ver uma foto da entrada do santuário:
http://info.bahai.org/portuguese/bahaullah-manifestation-of-god.html

http://www.lepanto.com.br/DCEscap.html

http://www.tlig.org/pg/pgforum/pgforum638.html

11 de dez de 2007

O templo de Salomão

O templo de Salomão é apenas simbólico; segundo os Maçons não existe nenhuma necessidade de reconstruí-lo:

“o Templo de Salomão não é considerado nem em sua realidade histórica, nem em sua acepção religiosa judaica, mas apenas em sua significação esotérica, tão profunda e tão bela”..




O Templo de Salomão ocupa posição de destaque na simbólica maçônica (o conjunto de símbolos da Maçonaria ou a disciplina que estuda esses símbolos). Pois bem, uma das mais marcantes fontes de símbolos, alegorias, lendas, ensinamentos maçônicos, é, inequivocamente, a construção do Templo de Salomão. Inclui-se nas mais antigas tradições dos operários da Idade Média e, até com alguns excessos, ainda integra os mais poéticos temas dos maçons especulativos deste final de Século XX. Dela se extraem as mais diversas mensagens tanto na vertente anglo-saxônica (o mundo cultural britânico) como na vertente latina (o mundo cultural francês) em diversos ritos e graus.

Sim, a didática maçônica utiliza intensamente símbolos, alegorias, lendas e mitos. Um dos defeitos desse método é a confusão (muito comum, diga-se de passagem) que alguns fazemos entre história e lendas - um incrível emaranhado de idéias e opiniões conduzindo-nos, às vezes, a desvios indesejáveis. Na realidade dever-se-ia distinguir o que se constitui em concreto elemento histórico do que é meramente lendário, havendo um segundo nível de distinções necessárias, onde separam-se lendas com algum fundamento histórico ou literário (a História bíblica, por exemplo) dos mitos totalmente imaginários, decorrentes de uma cadeia de invenções ditas esotéricas, sem fundamento algum, que acabam por se transformar em verdades. Isso não é bom.

O uso de símbolos (já em si exigindo imaginação) não pode conduzir à superstição ou à idolatria, desvios que, de modo especial, nossa sublime ordem condena (como, enfim, condena a todos os vícios).


A tradição maçônica

Quanto ao Templo de Salomão veja que o próprio James Anderson afirmaria no livro da Constituição (1723) que “os israelitas ao deixarem o Egito, formaram um Reino de Maçons”; que “sob a chefia de seu Grão-Mestre Moisés (…) reuniam-se frequentemente em loja regular, enquanto estavam no deserto”, etc. . Vale a pena (e a curiosidade) ler essas páginas da história lendária de nossa sublime Ordem contada por Anderson (fls. 8 a 15) que podem ser encontradas in Reprodução das Constituições dos Franco-Maçons ou Constituições de Anderson de 1723, em inglês e português (trad. e introd. de João Nery Guimarães, Ed. Fraternidade S. Paulo, 1982). De fato, realmente, Anderson apenas repetia velhas lições transmitidas por antigos documentos de maçons operários, reunidos para seu exame e síntese. As Obrigações eram lidas na cerimônia de ingresso de um aprendiz na loja medieval (algo análogo à iniciação de nossos dias), para que o novo membro aprendesse a história da arte de construir e da associação que o recebia. Inteirava-se das regras de bom comportamento e das exigências morais a que deveria se conformar. Outrossim, de alguma forma, esses antigos documentos serviam com finalidade análoga a das nossas atuais cartas constitutivas, emprestando regularidade à loja. O leitor interessado encontrará detalhes e documentação in O Templo do Rei Salomão na Tradição Maçônica, Alex Horne (trad. Otávio M. Cajado, pref. De Harry Carr; Ed. Pensamento, S. Paulo, 9a. ed.,1997, cap. V., p. 59 e segs.).

A tradição bíblica

O Templo de Salomão, outrossim, integra as narrativas do livro mais respeitável na sociedade ocidental - a Bíblia. Ao sair do Egito, conduzido por Moisés, o povo hebreu não possuía uma religião definida, muito menos um templo.Tão somente após o episódio no monte Sinai - quando Moisés recebe de Deus as normas fundamentais da Lei bem como as instruções exatas quanto à construção da Tenda Sagrada (o Tabernáculo) - é que os hebreus passam a ter um local específico de culto, nessa Tenda abrigando os objetos sagrados, a saber: a Arca da Aliança, a Mesa dos pães ázimos (ou sem fermento), o Candelabro de sete braços (Minorá). Haveria também um altar para queimar as ofertas sacrificais, outro para queimar incensos (perfumes) e uma pia de bronze (todos conhecem essa história). E enquanto o povo vagava pelo deserto, Deus orientava quando, onde e por quanto tempo estacionar. Os retirantes do Egito levantavam seu acampamento de um lugar ao outro somente quando a nuvem que cobria o Tabernáculo (indicando a presença do Eterno) se erguia e indicava o caminho a ser seguido. Durante o dia, a nuvem; a noite, uma coluna de fogo (veja em Êxodo, 40.34-38; ou em Números, 9.15-23). E foram quarenta anos.
Antes de Jerusalém ser transformada por David na capital do reino, ainda no tempo de Samuel (um sacerdote, juiz, profeta, mediador, chefe de guerreiros - Deus, falando a Jeremias, equipararia Samuel a Moisés - Jer. 15.1) - a Arca ficou guardada em um templo, em Silo, sob os cuidados da família de Eli, também sacerdote. Em Silo, Josué (que sucedera a Moisés) acampara o povo pela última vez (Josué, 18.1 e sgs.). Esse pequeno templo de Silo foi, presumidamente, destruído pelos filisteus (Jer. 7.11-12: “Será que vocês pensam que o meu Templo é um esconderijo de ladrões? Vão a Silo, o primeiro lugar que escolhi para nele ser adorado, e vejam o que fiz ali por causa da maldade de Israel.” Assim falou o Eterno.).

Outrossim houve também o templo de Betel, às margens da estrada que ligava Siquém a Jerusalém - Betel, tão ao gosto dos maçons, mas sede de um culto desviado, esse é o fato. Em Betel seria adorado um deus de mesmo nome, que causaria desilusões aos israelitas (Jeremias, 48.13). Esse templo, rejeitado pelos profetas (Amós, 10.13), ficou sendo o santuário do reino do norte, nele havendo a imagem idólatra de um touro (1 Reis, 12.29). Sim, Betel - embora suscite a lembrança do altar construído por Abraão (Gen. 12.8), o sonho de Jacó com sua escada (tão ao gosto maçônico) e a pedra comemorativa que ali foi erguida (Gen. 28.10-22) - tem essa parte negativa de idolatria também. Pois é.
David, já consagrado rei, levaria a Arca da Aliança para Jerusalém (1 Crônicas15.25-28). Tão alegre e festivo esteve David nesse cortejo (cantando e dançando com o povo), que Mical, sua esposa, filha de Saul, sentiu desprezo por ele (1. Cron., 15.29). Contudo o tabernáculo e o altar dos sacrifícios continuariam em Gabaon, posto que David caíra em desgraça aos olhos de Deus. Derramara sangue em abundância, fizera guerras em demasia e, por isso mesmo não poderia edificar em nome de Deus (ver I Cron. 22.6-19). Somente Salomão teria a glória de construir o Templo - o primeiro de Jerusalém, posto a ocorrência de mais dois templos: o construído por Zorobabel, após o exílio na Babilônia, e o construído por Herodes (todos conhecem essa história).

Fontes extrabíblicas

Apesar das minuciosas descrições registradas na Bíblia, ainda não foi possível, contudo, se ter certezas quanto a esse primeiro templo de Jerusalém. Não há registros extrabíblicos. As escavações arqueológicas ainda não apresentaram alguma comprovação válida da existência dessa obra. Explica-se tal ausência de restos arqueológicos à completa destruição que teria sido realizada por Nabucodonosor, ou ao fato de insuficiência de escavações no próprio sítio atribuído à localização do Templo.
Esse lugar (santificado por diversas linhas religiosas) seria o hoje ocupado pela belíssima e muito sagrada Mesquita de Omar, ou o Domo da Rocha, onde Abraão, obediente a Deus, quase sacrifica seu próprio filho, Isaac (Gen. 22.1-19) - onde, de modo significativo, a tradição islâmica localiza Maomé subindo ao Céu (portanto mais do que justificado o impedimento maometano em permitir escavações naquele local santificado).
Contudo, causando decepção, não são encontrados, também, registros arqueológicos (monumentos comemorativos) da vitória de Nabucodonosor, como, por exemplo, podem ser encontrados registros do triunfo romano de Tito, seiscentos anos após, destruindo o templo construído por Herodes (a terceira construção na série histórica).
Fala-se no célebre “muro das lamentações como tendo sido parte da grande alvenaria de arrimo na esplanada do Templo. Contudo as determinações científicas de datas ali procedidas dão ao muro idade próxima à década anterior ao nascimento de Cristo, tornando-a uma obra mais adequada de ser atribuída ao terceiro templo, destruído pelos romanos.

Contudo Salomão foi efetivamente um grande construtor. Sua época - historicamente considerada, arqueologicamente comprovada - foi de grande prosperidade. Um dos registros arqueológicos mais significativos dessa época, é o da cidade de Megido, um complexo notável, cavalariças com seus pilares em série, talhados em pedra calcárea. Há, outrossim, ainda do tempo de Salomão, restos arqueológicos da fundição-refinaria de cobre em Ezion-Geber, produtora da matéria-prima que serviria de ornamentos e utensílios de bronze (que as narrativas bíblicas apontam ao Templo). Outrossim (mesmo sem descobrimentos arqueológicos em Jerusalém) pelo resultado de outras escavações e estudo de documentos diversos (o leitor interessado encontrará detalhes e documentação em Alex Horne, op. cit., Cap. IV, p. 37 e sgs.) é possível estabelecer conclusões quanto à arquitetura atribuída ao Templo de Salomão, no que concerne à ornamentação, disposição das dependências, técnica construtiva, comparando a tradição bíblica com restos arqueológicos de outros templos do Oriente próximo. São lições preciosas.
Conclusão
Enfim, o maçom é mestre na arte de compor oposições e não desprezará o repositório inesgotável de ensinamentos velados por alegorias que nos proporciona a história (ou a lenda) da construção do Templo do Rei Salomão. Não desprezará a tradição dos maçons operários, só porque a Arqueologia ainda não obteve provas insofismáveis. Ademais não se negará a tradição bíblica tão apenas por insuficiência de escavações arqueológicas.
É lição de Jules Boucher contida no célebre A Simbólica Maçônica - segundo as regras da simbólica esotérica e tradicional (trad. de Frederico O. Pessoa de Barros, Ed. Pensamento, S. Paulo, 9a. ed., 1993, p. 152): os maçons não tentamos reconstruir materialmente o Templo de Salomão; é um símbolo, nada mais - é o ideal jamais terminado, onde cada maçom é uma pedra, preparada sem machado nem martelo no silêncio da meditação. Para elevar-se, é necessário que o obreiro suba por uma escada em caracol, símbolo inequívoco da reflexão. Tem por materiais construtivos a pedra (estabilidade), a madeira do cedro (vitalidade) e o ouro (espiritualidade).
Para o maçom, ensina Boucher, “o Templo de Salomão não é considerado nem em sua realidade histórica, nem em sua acepção religiosa judaica, mas apenas em sua significação esotérica, tão profunda e tão bela”.

10 de dez de 2007

As leis do Kitáb-i-Aqdas


A Origem do Kitáb:

O Kitáb-i-Aqdas foi revelado por Baha’u’llah em 1873 e contém 213 capítulos. Ele se encontra na casa de justiça (foto) em Haifa (Israel) e de lá os 9 principais membros (geralmente são 9) da sociedade bahai estabelecem as normas para o governo mundial que é enviado posteriormente para a ONU, que por sua vez o distribui para ser executado em escala mundial. Recentemente o Brasil recebeu uma dessas “visitinhas” da ONU.

Nesse livro encontra-se todos os princípios para o estabelecimento da Nova Ordem Mundial. Praticamente é o livro mais importante que se encontra em poder da ONU, ele é considerado a carta magna da futura legislação mundial em todas as áreas de nossas vidas. Promovendo dessa forma o processo de integração global.


A Bíblia e o Kitáb:

O processo de integração global, já é uma realidade no campo dos negócios, finanças e comunicações e principalmente na integração social. Mas o que a Bíblia diz sobre o Livro do Kitáb? A melhor definição está nesse versículo:

E disse-me: Filho do homem, dá de comer ao teu ventre, e enche as tuas entranhas deste rolo que eu te dou. Então o comi, e era na minha boca doce como o mel. (Ezequiel 3 : 3)

A primeira impressão que se tem é que a sua intenção é boa. Mas acontece que o governo mundial não possui parte alguma com o Deus da Bíblia ou com o Senhor Jesus, esse livro foi escrito por satanás quando se transportou para a luz e o integrou aos seus agentes humano. Esse livro é cheio de suspiros e lamentações:

E estendeu-o diante de mim, e ele estava escrito por dentro e por fora; e nele estavam escritas lamentações, e suspiros e ais. (Ezequiel 2 : 10)

É muito triste ver os cristãos que não sabem sobre a gravidade desta situação e estão caindo nas armadilhas do governo da besta. Pois se alguém tentar avisá-los sobre esse perigo não darão ouvidos:

Mas a casa de Israel não te quererá dar ouvidos, porque não me querem dar ouvidos a mim; pois toda a casa de Israel é de fronte obstinada e dura de coração. (Ezequiel 3 : 7)

Isso acontece simplesmente por que se recusam ler o livro de Apocalipse, especialmente o capítulo 1 e 13, ou pelo menos ter interesse pelo que está escrito. Mas para alguém quem leu o Livro do Kitáb e acompanha como ele está sendo implantado no dia a dia, isso se torna amargo de mais.

A Bíblia não possui alteração alguma em seus escritos desde gênesis a Apocalipse, ou seja, é um livro perfeito e eterno, onde o homem deve aprender a viver sobre os estatutos de Deus.

E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre. (I João 2 : 17)

O kitáb pode sofrer alterações em suas leis para se adaptar a Nova era. Nele não existe uma verdade absoluta.

Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira. (João 8 : 44)

Além do mais a ONU procura uma religião que seja útil para o seu governo e não para Deus. Veja o que a ONU entende por religião:

34) Uma visão holística nos leva a uma profunda consciência ecológica que nos faz indagar questões profundas quanto ao tipo de sociedade, tipo de educação e tipo de religião é útil para todos os povos que vivem na superfície da Terra.

A fé bahai atendeu todos os requisitos do que a ONU entende por religião.

Aplicando o Kitáb nos “direitos humanos”:

O kitáb-i-Aqdas é a principal fonte da transformação da sociedade global , hoje estamos atravessando o chamado vale da diversidade, onde surgem conflitos sociais como: Catolicismo Romano X Evangélicos, Homossexuais x Evangélicos e por ai vai...

O principal objetivo do Kitáb é fazer com que a sociedade (de forma geral) comece a debater os seus problemas e clamem por uma solução. Um ótimo exemplo sobre isso está acontecendo nesse exato momento e chama-se “ A diversidade gay”. São dezenas de sites, fóruns e blogs que abordam apenas esse tema. Seria correto debater esses assuntos, mas se os cristãos soubessem qual é o objetivo final da ONU e não apenas uma resolução dos problemas no presente. Isso ocorre pelo seguinte:

A técnica do Kitáb e muito semelhante ao Marxismo:
Tese = cristãos
Antítese = homossexuais
Síntese = cooperação (ou bem comum entre todos)
Cooperação = progressão.

A armadilha aqui está na progressão. Isso significa que: se o PL.122 sofrer alguma alteração (o que é muito provável) em nome da cooperação mutua, os gays vão evoluir para o processo de progressão, ou seja, vão querer aprovar esse projeto na integra no futuro ou vão exigir novas ampliações dos seus direitos.

Isso fará com que os líderes evangélicos façam parte do parlamento legislativo global para defenderem seus interesses, mas quando isso acontecer já será tarde demais.

8 de dez de 2007

Supercomputadores em um único chip


Esqueça a TV digital! O desejo final de Baha’u’llah para a humanidade é criar um aparelho de comunicação integrado e portátil composto por: um telefone, computador, TV e um teclado. É incrível como a ciência, tecnologia e economia aos poucos estão realizando todos os seus desejos!


Cientistas da IBM anunciaram o desenvolvimento de uma tecnologia óptica que, quando totalmente aprimorada, permitirá a utilização de luz, ao invés de fios de cobre, para a troca de informações entre os diversos processadores que hoje formam os supercomputadores.
Supercomputadores portáteis
O resultado deverá ser supercomputadores com a mesma capacidade dos atuais, mas do tamanho de um notebook. A utilização de luz para a troca de informações digitais resolve um dos grandes problemas da microeletrônica atual: a excessiva geração de calor pelos chips, uma energia desperdiçada e uma das principais responsáveis pelo fato de que um supercomputador atual gasta energia suficiente para abastecer centenas de residências.
Modulador eletro-óptico
O avanço consistiu na miniaturização de um dispositivo chamado modulador eletro-óptico de Mach-Zehnder, que é capaz de converter sinais elétricos em pulsos de luz. O novo modulador é 100 vezes menor do que os anteriormente demonstrados, abrindo caminho para que eles possam ser integrados no interior dos chips.
Além de reduzir os custos de fabricação e fazer com que os microprocessadores consumam menos energia, a utilização de pulsos de luz aumenta em mais de 100 vezes a largura de banda disponível para que os diversos núcleos troquem informações entre si, e diminui o consumo de energia em 10 vezes.
Supercomputadores em um chip

Alguns grupos de pesquisas já tiveram sucesso no desenvolvimento experimental de novas arquiteturas de microprocessadores - é o caso dos "supercomputadores em um chip" TRIPS e MONARCH. A indústria já produz comercialmente chips com até nove núcleos, como é o caso do processador Cell, da própria IBM, que equipa o console de jogos Playstation.
Mas os engenheiros sabem que a aglutinação de novos "cores" em um mesmo processador precisa de uma nova tecnologia para a troca de dados. "O trabalho está acelerado na IBM e na indústria para aglutinar muitos mais núcleos de computação em um único chip, mas a tecnologia atual de comunicação no interior dos chips irá superaquecer e se tornar muito mais lenta para lidar com o aumento na carga de processamento," afirma o Dr. T.C. Chen, da IBM.
Convertendo sinais digitais elétricos em pulsos de luz
Um modulador óptico converte os sinais digitais elétricos, transportados pelos minúsculos fios construídos no interior dos chips, em uma série de pulsos de luz, que são "transportados" por um dispositivo chamado guia de ondas.
Primeiro, um feixe de raios laser é enviado para o modulador óptico, que funciona como um "obturador" extremamente rápido e que controla se o laser será bloqueado ou transmitido para o guia de ondas. Quando um pulso elétrico digital chega do núcleo do processador no modulador, o obturador permite a passagem de um curto pulso de luz, que vai atingir a saída óptica. Desta forma, o componente modula a intensidade do laser de entrada, convertendo uma fileira de bits digitais (0s e 1s) de sinais elétricos em pulsos de luz.
Agora você sabe onde a ciência quer chegar com esses avanços.

Fonte: